O AVAST SecureLine é a resposta à necessidade urgente de conexões WiFi seguras

~ A AVAST descobriu que cerca de metade dos usuários de PC em todo o mundo acessa pontos de conexão WiFi inseguros, sendo que um terço destes usuários executa transações sensíveis à segurança ~

PRAGA, República Checa, 24 de junho de 2013 - A AVAST software anunciou hoje o lançamento do seu serviço de rede privada virtual (VPN) SecureLine, que permite aos clientes encriptar as suas comunicações em redes WiFi abertas. Esta é a investida mais recente nos esforços da AVAST para combater a ameaça crescente de hackers que roubam os dados dos consumidores destas transmissões tipicamente inseguras. Em uma pesquisa global com mais de 340.000 pessoas, a AVAST detectou que o uso de WiFi inseguro é comum em todo o mundo.

“Desenvolvemos o SecureLine devido à demanda crescente dos nossos clientes,” diz o diretor geral da AVAST, Vincent Steckler. “Quase metade dos usuários de PC no Brasil e em Portugal usam conexões WiFi em pontos de acesso inseguros. E cerca de um terço deles executa transações sensíveis à segurança – como compras, serviços bancários ou algo que exija uma senha – apesar do risco de suas credenciais caírem diretamente nas mãos dos hackers.”

O crescimento rápido no uso de WiFi apresenta riscos de segurança cada vez maiores

Enquanto que o software de antivírus lida com a maioria dos ataques contra computadores e dispositivos móveis, o risco do roubo de dados, como logins e senhas, por hackers em conexões WiFi públicas é uma preocupação crescente. No Brasil e em Portugal, 44% dos usuários de PC, e no mundo inteiro cerca de 50% das pessoas, usam conexões WiFi públicas; mais de dois terços usam a Internet de maneira insegura diariamente. Como o número de pessoas que usa pontos de acesso públicos continua crescendo rapidamente, a probabilidade dos consumidores serem afetados pelos ataques de hackers devido à vulnerabilidade de segurança cresce na mesma medida.

A AVAST resolveu este problema dos consumidores com o avast! SecureLine, que usa encriptação do protocolo secure-socket layer (SSL) e chaves/certificados de segurança para proteger as comunicações de Internet em redes WiFi inseguras.

“Incorporamos o SecureLine no avast! antivírus, nas versões livre e paga, portanto basta apenas ativá-lo com um clique para começar a usar”, diz o Diretor de Tecnologia da AVAST, Ondrej Vlcek. “Os nossos pesquisadores de segurança estão em vigilância constante de vetores de ameaças emergentes, e descobrimos que o número de ameaças originadas nestes pontos de acesso públicos inseguros agora é maior do que nunca. Portanto tomamos a iniciativa de criar uma solução que é efetivamente capaz de proteger os nossos usuários destas ameaças, com a operação totalmente automatizada e impacto mínimo no seu conforto.”

Como funciona o avast! SecureLine

O avast! SecureLine integra-se perfeitamente a todos os produtos gratuitos e premium da AVAST. Quando os clientes AVAST entram em uma conexão WiFi insegura, eles recebem uma mensagem sobre os riscos de usar WiFi público e inseguro, bem como a escolha de uma conexão VPN segura via avast! SecureLine. Os clientes são então direcionados à interface de usuário onde podem dar início ao serviço, que também pode ser ativado proativamente pelo cliente a qualquer momento. Uma vez ativado, o avast! SecureLine será habilitado automaticamente sempre que o cliente fizer uma conexão WiFi em um ponto de acesso público e tornará anônimas todas as suas atividades online.

O VPN do avast! SecureLine está disponível como serviço independente ou diretamente a partir do avast! antivírus, sem nada para carregar ou instalar nesta última opção. É suportado pelo Windows em PCs, com investimento a partir de 7,99 euros por mês.

O seu navegador é obsoleto

1. No dia 8 de abril de 2014, a Microsoft cessará o suporte ao navegador Internet Explorer no Windows XP. Isto fará com que seus computador e dados, como cartão de crédito e detalhes de acesso a bancos online, fiquem vulneráveis a hackers e malwares.

2. Existem muitas alternativas de navegadores, mas nós na AVAST usamos e recomendamos o Chrome, por entendermos que ele é a opção mais segura disponível.