Suportamos browsers e não dinossauros. Atualize o seu browser se quiser ver o conteúdo desta página corretamente.

O que são os terminais e por que motivo é essencial protegê-los para manter a sua empresa segura?

Ver produtos de proteção de terminais

O que é a segurança de terminais?

A segurança de terminais é uma expressão abrangente que se pode referir a várias medidas de segurança, mas, de um modo geral, enquadra-se no âmbito da segurança de rede. As medidas de segurança de terminais são uma forma de proteger a rede empresarial durante o acesso à mesma por dispositivos remotos, sem fios ou móveis, tais como portáteis, tablets e telemóveis. Com quase 100 milhões de violações informáticas só em 2018, a cibersegurança é demasiado importante para ignorar.

O que são dispositivos terminais?

Considera-se um terminal qualquer dispositivo que consiga estabelecer ligação à rede central da empresa. Os dispositivos terminais são possíveis pontos de entrada para ameaças de cibersegurança e necessitam de proteção forte, uma vez que são frequentemente o elo mais fraco na segurança de rede.

O que é a gestão de segurança de terminais?

Um conjunto de regras que definem o nível de segurança que cada dispositivo ligado à rede empresarial tem de cumprir. Essas regras podem incluir a utilização de um sistema operativo (SO) aprovado, a instalação de uma rede privada virtual (VPN) ou a execução de software antivírus atualizado. Se o dispositivo que estabelece ligação à rede não tiver o nível pretendido de proteção, poderá ter de estabelecer ligação através de uma rede para convidados e ficar com acesso limitado à rede.

O que é software de segurança de terminais?

Programas que asseguram a proteção dos seus dispositivos. O software de proteção de terminais pode ser baseado em nuvem e pode funcionar como SaaS (Software as a Service). O software de segurança de terminais também pode ser instalado em cada dispositivo separadamente como uma aplicação autónoma.

Segurança de terminais em números

61% de PME enfrentam ciberataques este ano

400 empresas são atingidas diariamente em todo o mundo

62% das organizações globais não estão preparadas para ciberataques sofisticados

230.000 novos tipos de malware surgem todos os dias

O que pode ser classificado como um dispositivo terminal?

Computadores e portáteis

Qualquer computador de secretária ou computador portátil que esteja ligado à rede da sua empresa pode ser utilizado para disseminar malware. Certifique-se de que tem em consideração computadores internos e também os que são utilizados por funcionários ao abrigo de uma política de Bring Your Own Device (BYOD), bem como quaisquer computadores externos que estabeleçam ligação à rede do escritório através de VPN.

Telemóveis

Os telemóveis necessitam de atenção especial. É arriscado ligar dispositivos pessoais à rede do escritório antes de serem configurados com um antivírus móvel que tenha as atualizações de software mais recentes. Os funcionários que utilizam dispositivos pessoais devem também receber formação como parte de qualquer política de BYOD.

Equipamentos de escritório

Os dispositivos móveis e os computadores não são os únicos que estão em risco. Impressoras, máquinas de fax, dispositivos inteligentes ou outros aparelhos que estabeleçam ligação à sua rede podem estar vulneráveis e precisarão de proteção.

Servidores

Os servidores são um dos tipos mais tradicionais de terminal. É particularmente importante protegê-los, visto que armazenam ou processam os dados, e-mails e documentos da sua empresa. Essas informações sensíveis necessitam de uma camada especializada de segurança.

A minha segurança de terminais é suficiente?

Consulte a lista de potenciais vulnerabilidades abaixo e pergunte a si mesmo se está a fazer o suficiente para manter os terminais da sua empresa protegidos contra ameaças:

Sistemas operativos

Todos os dispositivos da sua empresa têm Windows XP ou posterior e os servidores têm a versão 2003 ou mais recente? As versões mais antigas podem não ter recebido patches ou atualizações para proteção contra defeitos de segurança mais recentes, o que significa que os seus dispositivos estarão mais expostos ao risco de malware.

Número de dispositivos

Tem controlo sobre todos os dispositivos que acedem à sua rede? Deve ter a capacidade de aceder a e atualizar todo o hardware regularmente.

Programas atualizados

As suas aplicações estão todas atualizadas e consegue atualizar programas e software em todos os dispositivos que estão ligados à sua rede? As versões mais antigas de software podem ter falhas, vulnerabilidades e erros de segurança que podem ser explorados por piratas informáticos. Esses problemas são corrigidos frequentemente através de patches e é por isso que deve atualizar sempre todo o software empresarial.

Políticas predefinidas

Tem políticas de segurança universais predefinidas que incluem processos relativos a violações, palavras-passe mínimas e verificações de segurança geridas centralmente? Regras e controlos manuais e ad hoc não são suficientes para garantir segurança máxima para a sua empresa.

Permanecer atualizado

Está a par dos mais recentes desenvolvimentos na área da cibersegurança? Não é preciso ser um especialista, mas a cibersegurança está em constante evolução, o que significa que há sempre novos desenvolvimentos para descobrir, quer seja compreender melhor o cibercrime ou manter-se a par de medidas de segurança melhoradas.

Perguntas frequentes

Requisitos de sistema

Qual é a diferença entre segurança de rede e segurança de terminais?

Tal como o nome sugere, a segurança de terminais destina-se a proteger processos, dados empresariais e informações sensíveis guardadas ou transmitidas através dos dispositivos que estão ligados à sua rede. Só depois de garantir a segurança dos terminais, que são a parte mais vulnerável da sua empresa, é que deve tratar de proteger a sua rede como um todo, para impedir a entrada de cibercriminosos e malware.

Antivírus é a mesma coisa que segurança de terminais?

Antivírus é um termo abrangente. É um programa constituído por várias funcionalidades que, individualmente, protegem uma parte diferente do dispositivo terminal (e-mail, browser, ficheiros, etc.). Contudo, nem todos os produtos antivírus têm tudo o que é preciso para proteger totalmente o seu dispositivo, pelo que poderá ser necessário ter proteção adicional. Isso pode significar configuração de proteção específica para servidores, atualização manual de sistemas operativos e outras tarefas adicionais.

A segurança de terminais é diferente para empresas e consumidores?

A base da segurança de terminais é igual para consumidores e empresas. Contudo, o tipo e a estrutura de dados protegidos são diferentes. As empresas guardam não só os seus próprios dados, como também informações sensíveis relativas a clientes, funcionários e à empresa em si.

  • Sistema operativo Windows:
  • Os produtos Avast Business são suportados pela Avast Software s.r.o. nas seguintes edições: Windows 7 (Service Pack 1), Windows 8, Windows 8.1, Windows 10 – Windows 10 Pro, Windows 10 Education e Windows 10 Enterprise. Os produtos Avast Business são suportados nos seguintes ramos de gestão do Windows 10 – Current Branch (CB), Current Branch for Business (CBB), Long-Term Servicing (LTSB) e serão suportados durante a vida útil da aplicação.
  • Sistema operativo Mac::
  • MacOS 10.9 (Mavericks ou posterior que tenha no mínimo 500 MB de espaço livre no disco.)
  • Servidores:
  • Windows Server 2016 (versão de 64 bits)
  • Windows Server 2012 (versão de 64 bits)
  • Windows Server 2008 R2 (versão de 64 bits com o Service Pack mais recente, excluindo Server Core Edition)
  • Microsoft Exchange Server 2016 (versão de 64 bits)
  • Microsoft Exchange Server 2013 (versão de 64 bits)
  • Microsoft Exchange Server 2010 Service Pack 2 (versão de 64 bits)
  • Hardware:
  • CPU Intel Pentium 4/AMD Athlon 64 compatível com instruções SSE2, 256 MB ou mais de RAM e 2 GB de espaço no disco rígido.