academy
Segurança
Privacidade
Desempenho
Selecione o idioma
Avast Academy Segurança Internet das coisas Como montar uma casa inteligente: Guia do iniciante

Como montar uma casa inteligente: Guia do iniciante

Você gostaria que sua casa fosse mais inteligente? Desde a otimização da segurança doméstica até o controle da iluminação e da temperatura, a tecnologia de casa inteligente possui um potencial enorme. Então, como você pode transformar sua casa em uma casa inteligente? Este artigo descreve os conceitos básicos de seleção e configuração de um sistema de casa inteligente, adequado a suas necessidades específicas.

How_to_Make_Your_Home_a_Smart_Home-Hero

Projeto da sua casa inteligente

No século XX, diziam que uma casa deveria ser uma “máquina para viver”, e agora temos acesso a inúmeros dispositivos inteligentes que tornam isso mais possível do que nunca.

Hamburguer menu icon

Este artigo contém:

    Os aparelhos domésticos inteligentes, também conhecidos como dispositivos IoT (Internet of Things), conectam-se sem fio, entre si, criando assim um sistema automatizado em sua casa.

    Antes de começar a investir em uma casa inteligente, considere o seguinte:

    • O que você deseja do sistema, especificamente

    • Quantas pessoas vão usar o sistema

    • Quanto dinheiro você está disposto a gastar

    Por falar em despesas, vamos analisar melhor quanto uma casa inteligente vai afetar você financeiramente.

    Quanto custa uma casa inteligente?

    O preço de uma casa inteligente pode variar bastante. A variedade de dispositivos conectáveis no mercado agora é ampla o suficiente para que você possa realmente colocar online a maioria das funções de sua casa. E talvez sua configuração ideal de casa inteligente precise apenas de um ou dois dispositivos principais (às vezes um único dispositivo pode fazer muito), o reduziria o custo. 

    No entanto, a quantidade de dispositivos inteligentes em sua casa não é necessariamente um indicador do custo total da sua casa inteligente. Enquanto certos dispositivos individuais podem ser bastante caros, muitos outros podem ser bastante acessíveis. Também devem ser consideradas as taxas de assinatura de determinados dispositivos, geralmente necessárias para desbloquear recursos adicionais. 

    Portanto, para uma casa inteligente de entrada, supondo que já tenha um roteador de internet e um smartphone, você pode comprar um dispositivo como o alto-falante Google Home Mini por cerca US$ 40. Uma TV inteligente razoável pode ser comprada por cerca de US$ 500, e você já terá dois aparelhos domésticos inteligentes principais, que podem fazer muitas tarefas, embora as TVs gerem serviços de assinatura. Talvez você pode desistir da TV cara e comprar alguns itens menores úteis (que discutiremos mais adiante neste artigo), como lâmpadas inteligentes por menos de US$ 50 ou até um termostato inteligente por cerca de US$ 250. Assim, pode esperar que uma casa inteligente com o mínimo de dispositivos custará cerca de US$ 600 ou menos. Uma casa inteligente média custará cerca de US$ 1.000 e, na a mais cara, cerca de US$ 3.000. 

    Com os dispositivos IoT, você também deve levar em consideração que é fácil incorrer em custos adicionais quando começar a comprar complementos. Por exemplo, muitos alto-falantes inteligentes não têm uma tela inteligente. Depois de começar a usar o dispositivo, você pode descobrir que gosta de visualizar seus comandos de voz, os resultados de suas pesquisas por voz ou o rosto das pessoas durante o bate-papo por vídeo. Você pode acabar pagando mais a longo prazo se optar  por comprar a tela separadamente. Da mesma maneira, muitos outros dispositivos inteligentes oferecem complementos opcionais que podem ficar caros. Muitas vezes, planejar uma configuração de casa inteligente é mais complexo do que aparenta ser. 

    Como os alto-falantes inteligentes são o item de IoT mais básico, vamos examinar agora algumas das opções mais importantes do mercado para que você saiba por onde começar ao configurar sua nova casa inteligente.

    Escolha do seu sistema doméstico inteligente

    Um dos elementos essenciais, que é a primeira escolha das pessoas que montam uma casa inteligente, é um alto-falante controlado por voz. Este dispositivo pode servir como um hub central a partir do qual muitos outros dispositivos podem ser controlados. Estes dispositivos são fabricados pelos principais gigantes da tecnologia, como Google, Amazon e Apple. Vamos dar uma olhada nas vantagens e desvantagens de cada um de seus produtos.

    Google Assistant

    Se você pesquisar um pouco, verá que os dispositivos inteligentes da Google, que usam a IA do Assistente do Google, são realmente impressionantes em determinadas áreas e, em outras, nem tanto. Veja aqui uma visão geral dos alto-falantes inteligentes da Google Home.

    Os prós:
    • Eles têm uma excelente capacidade de responder perguntas e usar o enorme Gráfico de Conhecimento da Google. Isso significa que os alto-falantes da Google Home são feitos para fornecer respostas factuais a uma ampla variedade de perguntas, responder às perguntas adicionais e entender um pouco de inglês coloquial. Na versão atual, eles podem reconhecer vozes dos usuários diferentes. Dessa maneira, eles parecem mais "humanos" e naturais do que seus produtos rivais.

    • De fato, eles são alto-falantes, então podem reproduzir músicas do YouTube, Google Play e Spotify, ou enviar áudio para outros alto-falantes em sua casa. Além disso, eles podem enviar vídeos de plataformas online para sua TV. Também são compatíveis com Bluetooth. 

    • Você pode enviar comandos que envolvem outros dispositivos inteligentes como “acender as luzes da sala”. Você pode fazer chamadas com viva-voz nos EUA e no Canadá (mas os alto-falantes não podem receber chamadas).

    Os contras:
    • Se você deseja um alto-falante do Google Home como peça central de sua casa inteligente, convém considerar que a compatibilidade com outros produtos é mais limitada que a da Amazon (embora ainda seja imensa). 

    • Os modelos simples de alto-falantes não possuem botões suficientes (para tê-los, você precisa investir em um modelo com tela integrada, o Google Home Hub). Sim, o reconhecimento de voz é um dos benefícios principais de um alto-falante doméstico inteligente, mas, ocasionalmente, é preciso ver e digitar. 

    • Os alto-falantes da Google não podem enviar e-mails, o que até alguns carros conseguem. Se você quer ficar igual o Homem de Ferro, andando pela sua mansão cibernética, atirando comandos apenas com a voz, bem, é melhor procurar em outro lugar.

    Smarthome-system_Google

    Amazon Alexa

    Alexa é a interface de IA da Amazon, usada em sua série de alto-falantes inteligentes Echo. Atualmente, os alto-falantes Echo são bastante acessíveis, e alguns modelos podem ser adquiridos por menos de US$ 100.

    Os prós:
    • Alexa tem uma quantidade enorme e cada vez maior de “habilidades”, que são equivalentes a aplicativos de terceiros para coisas como clima, relatórios de trânsito, ajuda com a lição de casa, pedidos de carros e quase tudo o que você pode imaginar.

    • Você pode enviar comandos que envolvem outros dispositivos inteligentes como “acender as luzes da sala”. Você pode fazer chamadas com viva-voz, mas precisará de um complemento (Echo Connect) para receber chamadas. 

    • Os sistemas Alexa são compatíveis com os premiados alto-falantes Sonos, se você realmente deseja uma experiência auditiva de alta fidelidade e “hands-free”. 

    Os contras:
    • Comparados com o Alexa, os dispositivos do Google Assistant são melhores para responder rapidamente a perguntas factuais, uma vez que possuem uma enorme base de conhecimentos. Se seu sonho é passear pela sua sala, acompanhado de informações discretas, é melhor optar pelo sistema da Google. No entanto, a compatibilidade das Habilidades do Alexa compensa isso parcialmente. 

    • Diferentemente dos alto-falantes da Google, os alto-falantes da Amazon precisam receber o comando de mudar de usuário para que possam entender vozes diferentes.

    • A qualidade do som de muitos alto-falantes Echo é considerada baixa em comparação com seus concorrentes.

    Smarthome-system_Alexa

    Apple Siri

    Os produtos da Apple têm certo apelo e têm fãs fiéis. E, como são uma empresa importante e lançaram um produto concorrente do Amazon Echo e Google Home, nos sentimos compelidos a fazer a comparação. No entanto, é bom deixar claro que a funcionalidade do Home Pod da Apple é muito menor do que dos dois produtos mencionados anteriormente.  

    A Siri da Apple é seu assistente de IA, que faz parte de muitos de seus dispositivos. Vamos dar uma olhada no que ele pode fazer em combinação com o alto-falante Home Pod. 

    Os prós:
    • O Apple HomePod tem, sem dúvida, o melhor som entre os três alto-falantes inteligentes discutidos aqui, além de controles de volume, por isso é um alto-falante mais real do que os outros. Sua principal função é tocar música. Se um ótimo áudio é a sua principal necessidade em um alto-falante inteligente, você não precisa comprar um complemento, como um alto-falante Sonos, para ter som excelente. 

    • Você pode criar comandos personalizados para controlar os recursos da casa inteligente, mas lembre-se de que, se escolher este produto da Apple como ponto central de sua casa inteligente, precisará estar disposto para investir nos poucos dispositivos compatíveis com o HomeKit, que é o software da Apple para conectar vários dispositivos inteligentes. 

    • Você pode fazer streaming de músicas do seu telefone para o HomePod. Basta colocar o iPhone perto do dispositivo e ele possui uma parte superior elegante e sensível ao toque, para regular o volume. Ou, se você preferir manter distância, o microfone do HomePod consegue captar muito bem sua voz de longe.

    Os contras:
    • Compatibilidade limitada. O HomePod é o mais caro e menos compatível das três marcas discutidas aqui. Embora os alto-falantes da Google e da Amazon sejam compatíveis com os telefones da Apple, o contrário não funciona: você deve usar um iPhone ou um iPad como telas para que o HomePod funcione, e cada um desses é bem carinho. Além disso, como atualmente não há modelos com displays internos para HomePod, você pagará muito mais do que pagaria por um modelo compacto com display interno da Google e da Amazon. 

    • Funcionalidade limitada. Ele não serve para pedir comida ou transporte, definir eventos da agenda ou telefonar. 

    • Se o seu principal interesse é consultar o seu alto-falante inteligente como se você fosse um apresentador, provavelmente não é boa ideia usar um dispositivo Siri: ele não é tão bom quanto os dois sistemas de IA concorrentes mencionados aqui. Essa falta de sofisticação também inclui a incapacidade de diferenciar entre vozes. Qualquer pessoa pode ativá-lo, o que pode ser um problema.

    Smarthome-system_Siri

    Vale lembrar que os prós e contras mencionados aqui se aplicam em geral à linha de alto-falantes inteligentes. Há diferenças entre os modelos da mesma marca, mas tentamos oferecer a melhor visão geral de seus diferentes recursos. Além disso, como todas as tecnologias, os alto-falantes inteligentes são um campo em rápida evolução. Portanto, se você planeja investir em um dos itens acima, use esses prós e contras como ponto de partida, mas sempre verifique as versões mais recentes, pois certos recursos e preços podem estar diferentes.

    Criação do seu sistema doméstico inteligente

    Um determinado dispositivo inteligente não só mais recursos do que aparenta ter, mas agora existe uma variedade muito diversificada de dispositivos inteligentes no mercado. Embora possa parecer tentador automatizar quase todos os itens domésticos que você possui, considere se esses novos dispositivos são realmente bem-feitos e úteis. A versão analógica original de muitos produtos ainda supera a versão nova, em termos de simplicidade e eficácia.

    Portanto, é melhor manter o essencial. Já abordamos alto-falantes inteligentes, que são o ponto central de muitas casas inteligentes, mas nas seções a seguir abordaremos vários outros aparelhos domésticos inteligentes fundamentais. Quando conectados à sua rede Wi-Fi, os aparelhos domésticos inteligentes podem ser controlados por voz ou por um aplicativo e um alto-falante inteligente, esteja você em casa ou fora (usando o smartphone).

    E não se esqueça: segurança em primeiro lugar! A base da sua casa inteligente não é completa sem  boa segurança, como a oferecida pelo Avast Omni. Conecte-o ao seu roteador para proteger seus dispositivos online em casa ou em qualquer lugar.

    Iluminação inteligente

    Embora uma única lâmpada inteligente é muito mais cara que uma lâmpada comum, ela economiza energia e dura mais tempo. Porém, considere o fato de que talvez você precise adquirir várias lâmpadas inteligentes para que elas não sejam apenas uma novidade em sua casa. 

    Como a maioria dos dispositivos de IoT, as lâmpadas inteligentes possuem recursos bastante úteis e outros que são mais divertidos. A possibilidade de diminuir ou aumentar luminosidade usando o telefone ou mesmo um comando de voz é provavelmente o recurso principal e mais útil. A mudança de cores é provavelmente menos necessária, embora muitas pessoas achem esse um aspecto encantador da iluminação inteligente. 

    Se você gosta muito de automação, pode personalizar sua iluminação inteligente. Isso significa que você pode definir temporizadores para as luzes acenderem ou apagarem (para que você nunca se esqueça de desligá-las novamente quando sair de casa). Lâmpadas mais sofisticadas usam o GPS do seu smartphone (o dispositivo controlador principal da maioria dos produtos de IoT) e podem saber quando você entra/sai de um cômodo e ajustar as luzes de acordo.

    Sistemas de controle de temperatura inteligentes

    Os sistemas de controle de temperatura inteligentes funcionam nos mesmos princípios da iluminação inteligente: os sistemas de nível superior são projetados para saber o que você deseja e automatizar grande parte dos ajustes manuais padrão que devem ser feitos em sistemas não inteligentes. 

    Por exemplo, a empresa de termostatos inteligentes Nest, que se recentemente jontou à Google, produz um termostato que “aprende”, descobre quais são suas preferências e começa a ajustá-las de acordo com base em dados coletados sobre seus hábitos. Dessa forma, você pode se sentir confortável e economizar energia enquanto estiver fora.

    Muitas empresas, que fabricam um tipo de dispositivo inteligente, como a Nest/Google, também fabricam os dispositivos complementares que funcionam com eles, o que elimina a necessidade de pesquisar extensivamente a compatibilidade entre marcas diferentes.

    Dispositivos de segurança inteligentes

    O campo dos dispositivos inteligentes de segurança é bastante diverso. Você pode optar por investir em um sistema inteiro ou em um único dispositivo. 

    Alguns são DIY (instale você mesmo), outros requerem instalação profissional. Alguns sistemas exigem que você faça o monitoramento sozinho, enquanto outros vêm com uma taxa de assinatura para que sua casa seja monitorada 24 horas e a polícia/bombeiros acionados quando os alarmes disparem. 

    Vídeo-campainhas são um dos dispositivos de segurança individuais mais populares. Sim, os dias do olho mágico simples chegaram ao fim: agora você pode olhar para a tela do smartphone para ver quem está na porta. Para algumas pessoas, este dispositivo pode ser um tanto paranoico. Para outros, pode ser apenas uma maneira razoável de evitar ir até a porta e fingir não estar em casa. 

    E ter uma câmera de segurança em casa não significa que você precisa contratar um guarda solitário com café e jornal para vigiar. As câmeras de segurança da IoT possuem sensores de movimento sofisticados que podem ser ajustados para ignorar o movimento de animais de estimação, folhas que caem, etc. No caso de uma ameaça real, você receberá uma notificação no seu smartphone (claro).

    Aparelhos domésticos inteligentes

    Geladeiras, máquinas de lavar, aspiradores de pó... sim, como mencionamos anteriormente, quase tudo pode ser um dispositivo inteligente hoje em dia. 

    A Samsung, por exemplo, está produzindo máquinas de lavar mais sofisticadas do que nunca. Você já ficou na dúvida frente a um painel de controle complicado? Bem, a interface do smartphone facilita a seleção exata do tipo de lavagem que você deseja, incluindo notificações quando terminar. Não há mais necessidade de ouvir aquela voz chorosa da lavanderia. 

    Os aspiradores inteligentes são um tipo muito popular de dispositivo IoT, portanto vale a pena mencioná-los aqui. Eles usam seus sensores para aprender a planta da sua casa. Você pode controlá-los pelo aplicativo e configurá-los para limpar certas partes da sua casa em determinados horários. Descobrir seus hábitos é o que faz um bom dispositivo inteligente funcionar, por isso, se a coleta de dados de um aspirador parece invasiva para você, como já foi relatado, bem, então você pode estar no corredor errado da loja virtual. Ou deve considerar as opções de segurança que explicaremos neste artigo

    Atualmente, existem muitos tipos de eletrodomésticos inteligentes (latas de lixo, cafeteiras, panelas de pressão), mas é claro que a geladeira é sempre a principal concorrente ao ponto central em casa. Com isso em mente, a Samsung talvez tenha invadido o mercado de alto-falantes inteligentes equipando seu refrigerador Family Hub com seu próprio assistente de voz: Bixby. A geladeira da Samsung é, de fato, um monólito de tecnologia avançada e, basicamente, tem uma TV de tela plana vertical embutida em sua porta. Essa tela é o lugar certo para acompanhar os produtos na geladeira, além das datas de validade e planejar listas de compras. Você também pode usar vários outros aplicativos, organizar caronas compartilhadas, pedir comida, receitas e até assistir a seus programas de TV favoritos na tela se não quiser perder aquele gol enquanto prepara o jantar.

    Tomadas inteligentes

    Muitas tomadas inteligentes são compatíveis com os produtos da Amazon e do Google, mas, como você pode imaginar, poucas funcionam com a Apple, por isso consulte as especificações da tomada que deseja comprar. Algumas tomadas inteligentes permitem monitorar a quantidade de energia usada, mas depois disso, as conclusões que você tira são de sua responsabilidade (O, Junior, o Nintendo acabou!). O melhor das tomadas inteligentes é que elas permitem controlar dispositivos não inteligentes sem ter que comprar dispositivos totalmente novos. Você pode até programar dispositivos para se ativar juntos, por exemplo, apagar as luzes, ligar a música e aumentar a temperatura... bem, use a imaginação. Essa programação de ação conjunta é chamada de “cenas” e, com elas, sua casa começará a se aproximar dos níveis encantadores de automação que antigamente eram reservados aos protagonistas dos filmes de ficção científica.

    Segurança de sua casa inteligente

    Vamos ser sinceros: os aparelhos domésticos inteligentes foram alvo de críticas por apresentarem riscos à segurança. Embora essas preocupações possam formar uma bola de neve de paranoia, deve-se observar que existem diferentes preocupações de segurança da IoT: aquelas que são fundamentais para o funcionamento dos dispositivos da IoT e aquelas que representam violações mais excepcionais. 

    Uma preocupação básica, ou fundamental, é o problema de seus dados e seu uso pelos criadores de dispositivos inteligentes. Embora as grandes empresas não desejem limpar sua conta bancária (pelo menos não diretamente), elas querem ganhar dinheiro conhecendo seus hábitos e maximizando os dados pessoais coletados por seus dispositivos inteligentes. Para falar a verdade nua e crua, se essa ideia o assusta, você provavelmente nem deve começar a investir em uma casa inteligente. Embora as empresas sempre possam tratar seus dados com segurança (esse problema ficará mais importante a cada ano), a coleta de dados da sua casa e seus hábitos é o que faz com que esses dispositivos sejam inteligentes , ela é relevante para a maneira como eles funcionam e, por isso, não espere que esta situação se retifique. 

    Preocupação mais excepcional é que existe a possibilidade de serem atacados por cibercriminosos. Como todos os seus dispositivos inteligentes provavelmente estarão conectados, um dispositivo atacado pode comprometer todo o sistema. No nível básico, existem várias precauções que você pode tomar. Em um nível mais profundo, proteger dispositivos inteligentes é a nova fronteira para empresas como a Avast. Infelizmente, muitos dispositivos inteligentes não foram criados pensando na segurança, porque seria muito caro equipar cada um deles com itens de segurança necessários. É aí que entra em cena um dispositivo como o Avast Omni, um dispositivo de segurança protege toda a sua rede doméstica inteligente. Você pode ter controle completo sobre sua rede doméstica, detectar ameaças em tempo real e monitorar tudo de maneira simples, usando seu smartphone.

    Proteja seu iPhone contra ameaças
    com o Avast Mobile Security

    BAIXAR GRÁTIS

    Proteja seu Android contra ameaças
    com o Avast Mobile Security

    BAIXAR GRÁTIS