academy
Segurança
Segurança
Ver tudo Segurança artigos
Privacidade
Privacidade
Ver tudo Privacidade artigos
Desempenho
Desempenho
Ver tudo Desempenho artigos
Selecione o idioma
Selecione o idioma
Avast Academy Privacidade VPN Segurança de Wi-Fi: WEP x WPA ou WPA2

Segurança de Wi-Fi: WEP x WPA ou WPA2

WEP, WPA e WPA2 são protocolos de segurança Wi-Fi que protegem as conexões sem fio. Eles ocultam os seus dados e protegem suas comunicações, ao mesmo tempo em que bloqueiam hackers na sua rede. Geralmente, o WPA2 é a melhor opção, embora use mais processamento para proteger sua rede. Saiba mais sobre as opções de segurança Wi-Fi e como ferramentas de criptografia como VPNs podem aumentar a sua proteção.

Academy-Wi-Fi-security-WEP-vs-WPA-or-WPA2-which-is-best-Hero

O que são os protocolos de segurança de Wi-Fi? Eles são ferramentas de criptografia?

Os protocolos de segurança Wi-Fi usam tecnologia de criptografia para proteger as redes e os dados de seus clientes. As redes sem fio geralmente são menos seguras do que as com fio, portanto, os protocolos de segurança sem fio são cruciais para manter a segurança online. Os protocolos de segurança Wi-Fi mais comuns atualmente são WEP, WPA e WPA2.

Hamburguer menu icon

Este artigo contém:

    As ferramentas de criptografia de dados protegem dados confidenciais embaralhando-os até que fiquem ilegíveis. Os protocolos de segurança Wi-Fi usam chaves criptográficas para randomizar os dados para torná-los indecifráveis. Como os sistemas Wi-Fi usam criptografia simétrica, a mesma chave é usada para criptografar e descriptografar dados.

    Todos os protocolos de segurança Wi-Fi são certificados pela Wi-Fi Alliance, a organização sem fins lucrativos que detém a marca Wi-Fi. Existem quatro protocolos de segurança de rede sem fio atualmente disponíveis:

    • Wired Equivalent Privacy (WEP)

    • Wi-Fi Protected Access (WPA)

    • Wi-Fi Protected Access 2 (WPA 2)

    • Wi-Fi Protected Access 3 (WPA 3)

    O que é WEP (Wired Equivalent Privacy)?

    WEP (Wired Equivalent Privacy) é o protocolo de segurança de Wi-Fi mais antigo e comum. Ele era o componente de privacidade estabelecido no IEEE 802.11, um conjunto de padrões técnicos que tinha o objetivo de fornecer uma rede local sem fio (WLAN) com um nível de segurança comparável a uma rede local com fio (LAN).

    A Wi-Fi Alliance ratificou o WEP como padrão de segurança em 1999. Uma vez elogiado por oferecer os mesmos benefícios de segurança que uma conexão com fio, o WEP tem sofrido ao longo dos anos com muitas falhas de segurança. E como o poder de computação aumentou, essas vulnerabilidades pioraram. Apesar dos esforços para melhorar o WEP, ele ainda é vulnerável a falhas de segurança. A Wi-Fi Alliance aposentou oficialmente o WEP em 2004.

    Todos os sistemas que ainda usam WEP devem ser atualizados ou substituídos.

    O que é WPA (Wi-Fi Protected Access)?

    O WPA (Wi-Fi Protected Access) é um protocolo de segurança de rede sem fio lançado em 2003 para resolver as crescentes vulnerabilidades de seu antecessor, o WEP. O protocolo Wi-Fi do WPA é mais seguro que o WEP, porque usa uma chave de 256 bits para criptografia, que é um grande aumento em relação às chaves de 64 e 128 bits usadas pelo sistema WEP.

    O WPA também usa o Temporal Key Integrity Protocol (TKIP), que gera dinamicamente uma nova chave para cada pacote ou unidade de dados. O TKIP é muito mais seguro do que o sistema de chave fixa usado pelo WEP.

    Ainda assim, o WPA contém falhas. O TKIP, que é o componente principal do WPA, foi projetado para ser implementado em sistemas habilitados para WEP por meio de atualizações de firmware. Assim, o WPA ainda depende de elementos facilmente exploráveis.

    O que é WPA2?

    O WPA2 (Wi-Fi Protected Access 2) é a segunda geração do protocolo de segurança de rede sem fio WPA. Como o antecessor, o WPA2 foi projetado para proteger redes Wi-Fi. O WPA2 garante que os dados enviados ou recebidos pela rede sem fio sejam criptografados e somente as pessoas com a senha de rede tenham acesso a eles.

    Um benefício do sistema WPA2 foi introduzir o Advanced Encryption System (AES) para substituir o sistema TKIP mais vulnerável usado no protocolo WPA original. Usado pelo governo dos EUA para proteger dados confidenciais, o AES fornece criptografia forte.

    Infelizmente, como seu antecessor, os pontos de acesso habilitados para WPA2 (geralmente roteadores) são vulneráveis a ataques pelo WEP. Para eliminar esse vetor de ataque, desative o WEP e, se possível, confira se o firmware do roteador não depende do WEP.

    WPA x WPA2

    O WPA (Wi-Fi Protected Access) e o WPA2 (Wi-Fi Protected Access 2) são dois padrões de segurança que protegem as redes sem fio. O WPA2 é a segunda geração do padrão de segurança Wi-Fi Protected Access e, portanto, é mais seguro que seu antecessor, o WPA.

    Seu roteador Wi-Fi provavelmente inclui as opções de protocolo de segurança WPA e WPA2. Ao ativar a criptografia Wi-Fi no roteador, escolha WPA2 para a proteção Wi-Fi mais segura.

    Para verificar seu protocolo de segurança de Wi-Fi, abra o menu Iniciar do Windows e digite Configurações do Wi-Fi. Clique na rede Wi-Fi à qual você está conectado e role até Propriedades.

    As configurações de Wi-Fi do Windows mostram que tipo de protocolo de segurança sem fio as redes Wi-Fi usam.

    Se você tiver um computador mais antigo, observe que o WPA2 requer mais poder de processamento para proteger a rede. Mas isso só diz respeito a pontos de acesso mais antigos usando WPA2 por meio de uma atualização de firmware. A maioria dos pontos de acesso atuais está equipada com hardware capaz de processar WPA2 sem problemas.

    Se a velocidade da sua conexão for lenta mesmo com hardware moderno, saiba como acelerar a conexão com a internet ou confira nosso guia para acelerar o computador.

    WEP x WPA x WPA2

    O WPA2 é o protocolo de segurança sem fio mais recente que protege as redes sem fio, por isso, é geralmente a melhor opção ao procurar proteger sua rede Wi-Fi. Vamos dar uma olhada nos prós e contras de cada protocolo de segurança, ordenados do melhor para o pior.

    WPA2

    Prós:

    • Resolve muitas falhas de segurança dos antecessores

    • Usa o método de criptografia mais forte: AES

    • Exigido pela Wi-Fi Alliance para uso em todos os produtos com certificação Wi-Fi

    • Chave de 256 bits para criptografia

    Contras:

    • Ainda contém algumas vulnerabilidades de segurança

    • Requer o maior poder de processamento

    WPA

    Prós:

    • Resolve vulnerabilidades de segurança do padrão de segurança sem fio original, WEP

    • O método de criptografia TKIP é melhor do que a criptografia de chave fixa usada pelo WEP

    • Chave de 256 bits para criptografia

    Contras:

    • Quando implementado em dispositivos WEP, o TKIP pode ser explorado

    • Vulnerabilidades de segurança semelhantes ao WEP

    WEP

    Prós:

    • Melhor do que nenhum protocolo de segurança, embora muito pouco

    Contras:

    • Cheio de vulnerabilidades de segurança

    • Apenas chaves de 64 bits e 128 bits para criptografia

    • Criptografia de chave fixa

    • Difícil de configurar

    WEP x WPA x WPA2: especificações técnicas

    Veja aqui detalhamento dos três tipos de segurança Wi-Fi mais comuns e suas especificações técnicas:

     

    WEP

    WPA

    WPA2

    Ano de introdução

    1999

    2003

    2004

    Protocolo de criptografia

    Chave fixa

    TKIP

    CCMP

    Tamanho de chave de sessão

    64-bit/128-bit

    256-bit

    256-bit

    Tipo de cifra

    Cifra de
    fluxo RC4

    TKIP (baseado em RC4)

    AES

    Integridade de dados

    Verificação de
    redundância cíclica

    Verificação de
    integridade de mensagem

    CCMP

    Método de autenticação

    Sistema aberto/chave
    compartilhada

    PSK

    PSK + PMK

    Gerenciamento de chave

    Criptografia de
    chave simétrica

    WPA + WPA-PSK

    PMK + PSK


    Atenção: As linhas simples mostram especificações padrão. As linhas cinza mostram especificações avançadas

    E o WPA3?

    WPA3 (Wi-Fi Protected Access 3) é o mais novo protocolo de segurança sem fio projetado para criptografar dados com um tipo de criptografia frequente e automática chamado Perfect Forward Secrecy. Ele é mais seguro que seu antecessor, WPA2, mas ainda não foi amplamente adotado. Nem todos os hardwares são compatíveis com WPA3 automaticamente e o uso desse protocolo geralmente requer atualizações dispendiosas.

    O que são ferramentas de criptografia Wi-Fi?

    As ferramentas de criptografia Wi-Fi ajudam a defender dados e dispositivos em redes Wi-Fi. Redes sem fio inseguras podem estar repletas de vulnerabilidades de segurança que hackers e outros cibercriminosos podem explorar para violações de dados ou ataques de malware. Os protocolos de segurança Wi-Fi, como WPA2, se tornaram padrão para proteção de redes sem fio.

    Mas a proteção online não para por aí. De VPNs a proxies e Tor, existem muitas ferramentas disponíveis para ajudar a defender sua rede. Até mesmo dispositivos mais confiáveis aproveitarão as proteções de privacidade: até os iPhones precisam de aplicativos de privacidade extras. Mas nem todas as ferramentas podem criptografar seus dados.

    Uma Rede Privada Virtual (VPN) oferece boa proteção de criptografia para proteger sua rede Wi-Fi. Normalmente, seu tráfego da Web passa por seu provedor de internet. Mas com uma VPN, o tráfego passa primeiro e é criptografado por um servidor VPN.

    Isso significa que seus dados e comunicações parecem vir do servidor VPN e não do roteador. Em outras palavras, não só os dados são criptografados, como também todas as comunicações parecem ter origem no servidor VPN, o que aumenta sua privacidade.

    Se você usa protocolos de segurança Wi-Fi, pode estar se perguntando por que precisa de uma VPN. As VPNs aumentam a proteção padrão fornecida pelos protocolos de segurança Wi-Fi normais. Como todo o seu tráfego na web é desviado para um servidor VPN, sua atividade permanece oculta do provedor de internet, governo, hackers e outros bisbilhoteiros. Além disso, uma VPN permite navegar com segurança em uma rede Wi-Fi pública e ajuda a evitar bloqueios geográficos para que você possa acessar seu conteúdo favorito online.

    Protocolos de segurança Wi-Fi e VPNs podem trabalhar juntos para manter sua segurança online. Protocolos de segurança Wi-Fi, como WPA2, protegem a rede local contra invasões e violações, enquanto as VPNs criptografam todo o tráfego de saída da Web.

    Aumente a segurança do Wi-Fi com o Avast SecureLine VPN

    Os protocolos de segurança Wi-Fi são essenciais para bloquear hackers nas redes locais. Mas manter a segurança online para você e sua família é uma batalha de várias frentes. Para uma segurança de rede sem fio abrangente, adicione o Avast SecureLine VPN ao seu arsenal.

    O Avast SecureLine VPN ajuda a aumentar a segurança da sua rede Wi-Fi.

    O Avast SecureLine VPN oferece criptografia de nível bancário para ajudar a proteção contra ameaças como hackers e golpistas. Baixe a VPN da Avast para ocultar sua atividade do seu provedor de internet, governo e outros bisbilhoteiros. Junto com protocolos de segurança Wi-Fi padronizados e fortes, o Avast SecureLine VPN manterá sua rede protegida em todas as frentes.

    Tenha uma proteção de privacidade impenetrável com o Avast SecureLine VPN para Android

    TESTE GRÁTIS

    Tenha uma proteção de privacidade impenetrável com o Avast SecureLine VPN para iPhone e iPad

    TESTE GRÁTIS