28608498231
academy
Segurança
Segurança
Ver tudo Segurança artigos
Privacidade
Privacidade
Ver tudo Privacidade artigos
Desempenho
Desempenho
Ver tudo Desempenho artigos
Selecione o idioma
Selecione o idioma
Avast Academy Privacidade VPN O que é uma VPN e como ela funciona?

O que é uma VPN e como ela funciona?

Uma VPN (rede virtual privada) é uma das melhores ferramentas para garantir a sua privacidade na internet. Uma VPN criptografa sua conexão e mantém você oculto enquanto navega, faz compras e realiza transações bancárias online. Continue lendo para ver uma definição completa de VPN, inclusive como as VPNs funcionam e por que você precisa de uma.

O_que_e_uma_VPN_e_como_ela_funciona-Seu_guia_fundamental-Hero

O que é uma VPN e que isso significa?

VPN significa “rede virtual privada”, um serviço que ajuda a manter a privacidade online. Uma VPN estabelece uma conexão segura e criptografada entre o computador e a internet, fornecendo um túnel privado para seus dados e comunicações em redes públicas.

Hamburguer menu icon

Este artigo contém:

    Embora VPNs tenham sido uma novidade tecnológica, agora elas são ferramentas necessárias. Basicamente, as VPNs protegem sua privacidade online para que você não se torne um alvo, ou seja discriminado com base em sua localização.

    Se você ainda não tem certeza do que é uma VPN, tente imaginar o seguinte. Imagine que a internet é uma rodovia e nós andamos de moto. Visitamos nossos locais favoritos (sites), fazemos compras em lojas, consultamos nosso portfólio de ações, lemos notícias, jogamos games e muito mais.

    Sentado em uma moto, todos podem te ver. Qualquer pessoa pode segui-lo por essas rodovias digitais, ver quem você é e espiar sua vida particular. Para visualizar sua atividade online, quem você é, o que gosta de visitar, etc., a pessoa só precisa procurar. Pior, eles podem segui-lo até sua casa. Você é rastreável.

    Em vez de andar nessa estrada aberta da internet, você pode usar um túnel particular: uma rede virtual privada. Uma VPN funciona como um túnel particular que envolve você para torná-lo anônimo e impede qualquer pessoa de ver para onde está indo ou o que está fazendo. Saindo da metáfora, uma VPN criptografa sua conexão e oculta seu endereço IP.

    O que uma VPN oculta?

    As VPNs funcionam no nível do sistema operacional e, portanto, redirecionam todo o tráfego por outros servidores. Isso significa que todo o seu tráfego online, bem como a sua localização física, permanece oculto enquanto você navega na web. Quando você acessa um site por meio de um servidor VPN, a fonte de sua conexão é mostrada como um dos muitos roteadores VPN, chamados de servidor proxy, e não sua origem real. Portanto, os proprietários de sites e outras pessoas que tentem espioná-lo não poderão deduzir quem você é.

    Uma VPN é o mais próximo que você pode chegar de um anonimato online verdadeiro sem usar a rede Tor, que faz sua conexão saltar por várias conexões de rede diferentes, mantendo sua atividade na web em movimento constante para que ninguém possa focar nela. As VPNs não usam esse protocolo (muito lento), mas oferecem proteção suficiente (e essencial), enquanto você passa pelas rodovias virtuais atuais, desregulamentadas e cheias de cibercriminosos.

    Quando se trata de soluções de privacidade online, VPN, Tor e proxies da Web são boas opções, mas uma VPN oferece o melhor equilíbrio entre segurança abrangente e velocidade.

    Se você quer se manter seguro na rede Wi-Fi pública, proteger suas informações bancárias online ou disfarçar sua localização de provedores de conteúdo e anunciantes, uma VPN manterá sua privacidade.

    Como as VPNs funcionam?

    A Rede Privada Virtual foi desenvolvida pela Microsoft em 1996 como uma maneira de os funcionários acessarem remotamente e com segurança a rede interna da empresa. Depois de dobrar a produtividade da empresa, outras empresas começaram a adotar a prática. As VPNs corporativas que permitem trabalho remoto agora são um recurso padrão do cenário global empresarial.

    Os desenvolvedores perceberam que esse “túnel” seguro poderia ser utilizado por pessoas comuns que desejavam se conectar com segurança à maior rede do planeta: a internet. As VPNs agora são fundamentais para a privacidade online no setor de consumo.

    O que uma VPN faz?

    Em vez de enviar o tráfego da internet (por exemplo, pesquisas, uploads e downloads online) diretamente ao provedor de serviços de internet (ISP), uma VPN direciona primeiro seu tráfego por um servidor VPN. Dessa forma, depois que seus dados são finalmente transmitidos para a internet, eles parecem vir do servidor VPN, não do seu dispositivo pessoal.

    Sem uma VPN, seu endereço IP, um número especial exclusivo para sua rede doméstica, fica visível na Web. Uma VPN disfarça seu endereço IP e atua como intermediário, redirecionando seu tráfego. Ela também adiciona criptografia, ou um túnel em torno de sua identidade, enquanto você se conecta. A combinação de servidor VPN e túnel de criptografia impede que provedores de internet, governos, hackers e outras pessoas espionem sua navegação na web.

    Uma VPN esconde você do seu provedor de internet, do governo e de hackers.

    Como funciona o túnel de criptografia?

    Criptografia é um método de alterar texto legível para torná-lo um código ilegível. Uma chave, ou decodificador, descriptografa o texto e o transforma novamente em informações legíveis. Ao usar uma VPN, apenas seu dispositivo e o provedor da VPN têm a chave de descriptografia. Qualquer pessoa que tentar espioná-lo verá apenas alguns caracteres bagunçados.

    Existem três tipos principais de criptografia: hash, criptografia simétrica e criptografia assimétrica. Cada um desses tipos tem seus pontos fortes e fracos, mas todos são bem-sucedidos em embaralhar os dados para que eles sejam indecifráveis por outras pessoas.

    Diferentes provedores de VPN oferecem criptografia com vários níveis de segurança. O Avast SecureLine VPN usa uma combinação de hash, criptografia simétrica e criptografia assimétrica para criptografia AES de 256 bits: o mesmo padrão usado por bancos e as forças armadas.

    O Avast oferece uma camada adicional de proteção com nosso sistema de resolução de DNS. O DNS (sistema de nomes de domínio) converte endereços IP numéricos em seus URLs de texto, mais fáceis de memorizar. O DNS possibilita digitar o nome de um site, como Avast.com, em vez de uma longa cadeia de números. Cibercriminosos podem monitorar solicitações de DNS para rastrear seus movimentos online, mas o sistema de resolução de DNS de uma VPN é projetado para frustrá-los com mais criptografia. Garantimos que todo o tráfego IPv4 que vem do seu dispositivo estará atrás de um firewall e também desativaremos as solicitações de IPv6.

    Os aplicativos de VPN são legalizados na maioria dos países, especialmente nos países democráticos. Até a China permite certo uso de VPN, embora o governo não goste delas.

    Diferentes tipos de VPN

    Há dois tipos básicos de VPNs. Uma VPN de acesso remoto permite que os usuários se conectem com outra rede, seja a internet ou o sistema interno de sua empresa, por meio de um túnel privado e criptografado.

    Uma VPN de acesso remoto permite se conectar ao servidor interno de uma empresa ou à internet pública.

    O outro tipo, uma VPN “site-to-site”, é também chamada de VPN “router-to-router”. Esse tipo de VPN é usado principalmente em ambientes corporativos, em especial quando uma empresa tem várias sedes. A VPN “site-to-site” cria uma rede interna e fechada, onde vários locais podem se conectar entre si. Isso é conhecido como intranet.

    Uma VPN site a site é usada para criar uma intranet.

    Há vários protocolos de VPN, ou métodos de segurança. O mais antigo é o PPTP, point-to-point tunneling protocol, que ainda é usado, mas é considerado um dos protocolos menos seguros. Outros são IKEv2, L2TP/IPSec, SSL, TLS, SSH e OpenVPN. Como um protocolo de código aberto, o OpenVPN está entre os mais seguros porque as possíveis vulnerabilidades na programação serão rapidamente percebidas e corrigidas.

    Por que utilizar uma VPN?

    Você realmente precisa de uma VPN? A resposta curta e grossa é: sim, precisa. Há vários motivos importantes para ter uma VPN, mas os principais são: a privacidade e o acesso.

    As redes Wi-Fi públicas, encontradas em cafeterias, aeroportos e outras áreas públicas, são incrivelmente inseguras. Basta que um hacker se conecte na mesma rede para poder espionar facilmente todas as suas atividades. Uma VPN funciona como uma capa de invisibilidade, ocultando tudo o que você faz no seu telefone ou computador.

    E por que utilizar uma VPN em casa? As VPNs também escondem você do provedor de serviços de internet (ISP), governos e anunciantes… para evitar censura, discriminação de preços e bloqueios geográficos na mídia.

    Em 2017, os EUA abandonaram a neutralidade da rede, o princípio de que os provedores da internet deveriam tratar todos os dados igualmente, e várias ações judiciais ainda estão em curso sobre o assunto. Com a eliminação completa da neutralidade da rede os provedores de internet estariam livres para coletar e vender seus dados pessoais, incluindo histórico de navegação, localização física, informações de saúde e até mesmo o número de previdência social. Isso também permitiria que os provedores de internet diminuíssem a velocidade da sua conexão se você fizesse muitos downloads e streaming, e outros tipos de discriminação contra usuários específicos. Uma VPN impede que seu provedor da internet veja seu histórico de navegação e outros dados pessoais.

    Benefícios adicionais de uma VPN

    • Streaming de qualquer lugar: Se estiver fora do país e tentar acessar uma conta de streaming utilizada no Brasil, você pode descobrir que alguns programas não estão disponíveis nessa região. Mas, se você escolher um endereço IP baseado no Brasil, todos os seus sites favoritos estarão disponíveis, como se você estivesse em casa.

    • Acessar sites bloqueados: Certas instituições, como escolas, bibliotecas e empresas, restringem o acesso a páginas web específicas, como redes sociais, mas a conexão criptografada fornecida pela VPN servirá como um túnel de passagem.

    • Evitar censura: Todo governo tem sua agenda e alguns vão a extremos para controlar as informações. Embora contornar as restrições governamentais certamente possa ser considerado ilegal em alguns desses países, acreditamos na liberdade de expressão genuína.

    • Evitar discriminação de preços: A discriminação de preços pode atingir você de duas maneiras. Uma é a sua localização: as pessoas em São Francisco ou Nova Iorque têm um custo de vida maior e assim ganham mais. Empresas espertas sabem disso e programam seus sites para exibir preços mais altos, como os de passagens aéreas, aos usuários que vivem nessas regiões.

      Outra maneira de enfrentar a discriminação de preços é resultado do rastreamento de compras e preferências pelos provedores de internet. Como ele fica sabendo que você compra regularmente um produto específico, ele pode vender suas informações aos fabricantes do produto e você poderá presenciar um aumento de preço, pois eles sabem que você vai comprar. A privacidade e o anonimato de uma VPN impede que você seja alvo desse tipo de atividade.

    • Impeça o rastreamento: Vale tanto a pena repetir, que até merece um parágrafo separado: não deixe que você seja rastreado por hackers, cibercriminosos, corporações, governos e até mesmo o seu provedor de internet. Mantenha-se livre da repressão, direcionamento e discriminação.

    O Avast SecureLine VPN tornará sua conexão segura, seja em casa ou em uma Wi-Fi pública. Use nossa VPN em todos os seus dispositivos para obter privacidade digital de verdade. Acesse sites bloqueados, evite discriminação de preços e mantenha seus assuntos particulares em sigilo.

    Desvantagens da VPN

    Como com toda tecnologia, também existem algumas desvantagens ao usar uma VPN.

    • Velocidade possivelmente menor: Seu tráfego web passa por mais etapas que o normal ao se conectar através de uma VPN, por isso, pode haver uma redução de velocidade perceptível. Como essa é a principal reclamação em relação a VPNs, os desenvolvedores ficaram atentos. Muitos conseguiram otimizar a velocidade e desempenho, tanto que os usuários de sua VPN podem fazer streamings e jogar perfeitamente, sem atrasos. Além disso, veja nossos truques adicionais para acelerar sua conexão VPN.

    • Desafios de QoS: QoS é uma sigla em inglês que significa “qualidade do serviço” e descreve o desempenho de um serviço ou rede. As VPNs não tem um padrão implantado para medir e relatar tais medições. Sem nenhuma métrica para analisar, você precisa contar com avaliações profissionais e recomendações pessoais para saber qual é mais confiável.

    • Bloqueios de VPN: Algumas empresas estão se conscientizando de que as VPNs dão carta branca aos usuários para acessar o conteúdo. Para contra-atacar, as empresas estão começando a bloquear o acesso de endereços IP de VPN conhecidos. Para não serem derrotadas facilmente, as VPNs podem simplesmente ativar novos endereços IP e continuar a enganar as empresas.

    • Sem proteção de cookies: Embora a VPN funcione para manter a privacidade e a criptografia, uma VPN não consegue bloquear cookies, alguns dos quais são necessários para funcionamento correto de sites. Os cookies ruins, os cookies de rastreamento, ainda podem ser armazenados no seu navegador para identificá-lo. Felizmente, é fácil excluir os cookies de rastreamento. Ou melhor ainda, use um navegador privado como o Avast Secure Browser para impedir que os cookies de rastreamento sigam você na internet.

    • Sem privacidade total: Embora uma VPN bloqueie seu provedor de internet, governos, hackers e afins, e o próprio provedor de VPN podem ver sua atividade na internet, se desejarem. Por isso, é muito importante escolher um provedor confiável que não mantenha registros, como a Avast (nunca rastreamos os sites que você visita, os aplicativos e serviços que você usa ou o conteúdo que consome).

    Apesar das desvantagens citadas acima, as VPNs definitivamente valem a pena se você se preocupa com a privacidade online.

    Posso usar uma VPN em qualquer dispositivo?

    Qualquer dispositivo que se conecte à internet se beneficiará da privacidade que as VPNs fornecem. A maioria dos provedores de VPN oferece seus serviços em várias plataformas. O Avast SecureLine VPN cobre até cinco dispositivos PC, Mac, Android e iOS com uma conta. A VPN da Avast também é compatível com TVs inteligentes com Android TV.

    VPNs funcionam em todos os PCs, tablets e celulares.

    Computadores, tablets e telefones podem se conectar individualmente a uma VPN, mas isso não é tão fácil com dispositivos inteligentes (além das TVs inteligentes mencionadas acima). Para outros dispositivos IoT, a melhor opção é configurar seu roteador com uma proteção de VPN. Assim, todos os dispositivos que se conectam através dele serão protegidos. Certos roteadores são vendidos com software VPN já integrado.

    Você pode usar uma VPN no roteador para proteger sua privacidade em todos os dispositivos conectados.

    É muito fácil configurar uma VPN. A maioria dos serviços de VPN orienta a baixar o aplicativo VPN da sua página de downloads. Por exemplo, depois de baixar o Avast SecureLine VPN e iniciar o aplicativo, ele começará a funcionar com o toque de um botão.

    O que procurar na hora de escolher um provedor de VPN

    Existem muitos provedores de VPN por aí. Como escolher um? Primeiro, leve em consideração que os serviços gratuitos de VPNs são de baixa qualidade e devem ser evitados. Existem muitos problemas com VPNs gratuitas, incluindo:

    • Falta de segurança: Muitas opções gratuitas usam protocolos de segurança mais fracos, como o PPTP.

    • Menor número de servidores: A velocidade pode diminuir muito quando não há servidores suficientes para cobrir a largura de banda necessária de muitos usuários.

    • Anúncios irritantes: Algumas VPNs gratuitas dependem de anúncios para gerar receita em seu aplicativo VPN gratuito.

    • Limites de download: Os serviços gratuitos geralmente impõem limites rígidos de download ou até de upload.

    Muitos serviços bons e pagos oferecem uma avaliação gratuita, permitindo um test drive antes de escolher. Um serviço de VPN pago é essencial para o uso seguro e confiável da VPN, mas como você escolhe o provedor? Há muitos fatores a considerar ao escolher o aplicativo VPN perfeito:

    • Velocidade: Você precisa ter certeza de que a VPN oferece velocidade suficiente, pois muitos provedores têm dificuldades em manter as velocidades altas o suficiente para fazer streaming ou baixar.

    • Reputação: Para ter uma boa noção do desempenho da VPN, leia as análises de clientes e dos profissionais. Além disso, como o problema de neutralidade da rede tornou-se relevante, muitas VPNs falsas apareceram, por isso, tenha certeza de que escolheu uma de verdade.

    • Endereços IP compartilhados: Escolha uma VPN que ofereça IPs compartilhados. Estar entre vários usuários anônimos acrescenta mais uma camada de privacidade a sua navegação.

    • Servidores: Quando se trata de desempenho, mais servidores equivalem a uma navegação melhor, porque cada servidor estará menos lotado. Além disso, quanto mais perto você estiver de um servidor, mais rápida e confiável sua conexão será.

    • Criptografia: Procure a AES-256 (advanced encryption standard, padrão de criptografia avançada), que é o padrão de criptografia mais elevado até o momento. É virtualmente impossível de violá-lo, pois tem mais combinações do que estrelas no universo.

    • Protocolo: Evite protocolos de segurança mais fracos, como PPTP e opte pelo OpenVPN mais confiável.

    • Logs de dados: Escolha um serviço VPN que não mantenha logs de dados (basicamente, o próprio rastreamento de seus movimentos na internet). Leia a política da VPN para ver se ela coleta suas informações.

    • Suporte ao cliente: As melhores VPNs têm suporte ao cliente pronta para ajudar se algo sair errado.

    • Recursos: Saiba o que é especificamente importante para você e veja se a VPN escolhida é compatível com suas necessidades. Por exemplo, algumas VPNs não permitem usar BitTorrent, enquanto outras permitem. Algumas permissões de download de VPN são limitadas a certo número, outras não. Algumas oferecem bloqueio de anúncios, firewalls, kill switch, conexões simultâneas ou a capacidade de alterar a localização do servidor à vontade. Veja o que se melhor encaixa no seu estilo de vida online.

    • Teste grátis: Muitas VPNs oferecem testes grátis e é uma boa ideia experimentá-las primeiro. Teste facilidade de uso e o desempenho da VPN antes de decidir se você deseja comprá-la.

    Uma VPN na qual possa confiar

    Quer saber como baixar uma VPN? Podemos te ajudar com isso! O Avast SecureLine VPN oferece velocidades alucinantes e recursos de primeira linha. Com servidores em 55 locais em 34 países, manteremos sua atividade online oculta. Você pode contornar os bloqueios de conteúdo, evitando que os anunciantes rastreiem sua localização e os hackers ameacem você na Wi-Fi pública. A Avast oferece a segurança mais forte com criptografia AES-256 de nível bancário, protocolo OpenVPN e sem registro de sua navegação. Experimente agora com nosso teste grátis.

    Perguntas frequentes

    Como posso configurar uma VPN?

    Conseguir uma VPN é fácil. Há ferramentas de VPN disponíveis para PC e todas as plataformas principais, como VPNs para Mac, VPNs para Android e VPNs para iOS. Para configurar uma VPN, selecione uma de um fornecedor confiável, baixe e inicie o aplicativo.

    VPNs são lícitas?

    As VPNs são totalmente legais na maioria dos países, incluindo países com as melhores localizações de servidores. Claro, tudo que for ilegal sem uma VPN (como piratear conteúdo com copyright) continua sendo ilegal com ela. Desbloquear sites com uma VPN não é ilegal, mas fazer isso para streaming de conteúdo com restrição geográfica pode violar os termos de uso do site.

    Qual é a melhor VPN?

    As melhores VPNs oferecem criptografia AES-256 avançada (ou outro protocolo de criptografia avançado), uma grande variedade de servidores otimizados geograficamente e conexões extremamente rápidas sem restrições de download ou largura de banda. Com o Avast SecureLine VPN, você tem tudo isso e muito mais.

    As VPNs são melhores com o Tor?

    O navegador Tor é muito seguro, mas oferece uma navegação muito lenta. Da mesma forma, os servidores proxy oferecem muitos dos benefícios de uma VPN, mas sem o mesmo nível de segurança. Ao comparar VPNs, proxies e o Tor, as VPNs são as soluções mais completas, por combinar desempenho com privacidade.

    Posso ser rastreado com uma VPN?

    Ao ocultar o endereço IP verdadeiro e criptografar seu tráfego de internet, as melhores VPNs dificultam o trabalho de todos, como rastreadores de anúncios, de acompanhar suas atividades online. Os sites não poderão encontrar seu IP e, embora o provedor de internet possa ver que você se conectou a uma VPN, não terá visibilidade do tráfego em si. Para cobrir seus rastros de forma ainda mais completa, ative o Kill Switch de VPN e use um navegador privado, como o Avast Secure Browser.

    Quem precisa de uma VPN?

    A VPN é uma ferramenta essencial para ter segurança online. O uso rotineiro de uma VPN para se conectar à internet evita que os cibercriminosos invadam sua rede e impede que os rastreadores da Web sigam sua atividade online. As VPNs criptografam os dados, não só para desbloquear sites, como também para proteger a sua privacidade e ajudar você a ter segurança na Wi-Fi pública.

    Conecte-se com privacidade no seu Android

    com o Avast Secureline VPN

    TESTE GRÁTIS

    Conecte-se com privacidade no seu iPhone

    com o Avast Secureline VPN

    TESTE GRÁTIS
    VPN
    Privacidade
    Charlotte Empey & Nica Latto
    8-04-2020