81072012565
academy
Segurança
Segurança
Ver tudo Segurança artigos
Privacidade
Privacidade
Ver tudo Privacidade artigos
Desempenho
Desempenho
Ver tudo Desempenho artigos
Selecione o idioma
Selecione o idioma
Avast Academy Segurança Outras ameaças O que é uma máquina virtual e como ela funciona?

O que é uma máquina virtual e como ela funciona?

E se você tivesse um computador totalmente funcional que não existe fisicamente? Longe de ser ficção científica, as máquinas virtuais são bastante comuns e possuem várias aplicações. Continue lendo para descobrir o que são as máquinas virtuais, como funcionam e quais são suas vantagens e desvantagens. Depois, use uma ferramenta de segurança online poderosa para manter seu computador protegido.

Academy-What-is-a-Virtual-Machine-Hero

O que é uma máquina virtual?

Uma máquina virtual é um computador que é executado inteiramente em software, em vez de um hardware físico. As máquinas virtuais usam software em um computador físico (host) para replicar ou emular a funcionalidade de um computador ou sistema operacional diferente. Em essência, uma VM é um computador simulado dentro de um real.

Hamburguer menu icon

Este artigo contém:

    Do ponto de vista do usuário, as máquinas virtuais funcionam como computadores normais. Elas têm um sistema operacional (SO), armazenam arquivos, executam programas e possuem até componentes de hardware virtual. Mas como as VMs são inteiramente baseadas em software, elas precisam emprestar recursos de hardware de um host. Por exemplo, em uma máquina virtual, a CPU real do host físico é usada para modelar uma CPU virtual.

    Um único computador host pode executar várias VMs, todas com sistemas operacionais e funcionalidades completamente independentes. Um computador baseado em Windows pode hospedar uma máquina virtual macOS, fazendo com que um PC com Windows funcione como um Mac. Da mesma forma, um computador Mac pode hospedar uma máquina virtual Windows, que permite que um computador Apple funcione como um PC.

    As VMs ajudam as empresas a reduzir custos e otimizar o desempenho da rede, principalmente quando se trata de fornecer soluções de software em nuvem e manter a segurança do servidor. Existem muitos aplicativos para máquinas virtuais. Elas são amplamente usadas por designers, desenvolvedores e testadores de produtos para ver como o software ou outros designs funcionam em diferentes sistemas operacionais sem precisar comprar dispositivos adicionais.

    Tipos de máquinas virtuais

    As máquinas virtuais podem executar tarefas diferentes dependendo do tipo de VM usado.

    Máquinas virtuais podem ser classificadas em duas categorias:

    • Máquina virtual de processamento: essas VMs permitem que certas ferramentas sejam executadas como se fossem nativas ou a funcionalidade fosse integrada. Um computador host Windows pode usar uma máquina virtual Java para executar aplicativos Java. As máquinas virtuais de processo criam um ambiente de programa independente de plataforma, disfarçando informações sobre o hardware e o sistema operacional do host.

    • Máquina virtual de sistema: emular um sistema operacional inteiro compartilhando o acesso aos recursos físicos do host, como RAM e armazenamento, é conhecido como VM de sistema. As VMs do sistema permitem que um PC Windows execute o MacOS para emular um computador Mac. Uma plataforma de sistema pode distribuir os recursos físicos de um host entre várias VMs, cada uma com a própria cópia do sistema operacional.

    Para que as máquinas virtuais são usadas?

    As máquinas virtuais expandem o potencial de computação de um único dispositivo, aumentando a capacidade e a flexibilidade do hardware existente. Se um usuário de Mac precisar executar ferramentas da Microsoft, ele poderá usar uma máquina virtual do Windows em vez de comprar um novo computador. Ou, se um desenvolvedor de PC quiser ver como será seu novo aplicativo em um Mac, poderá usar uma máquina virtual.

    Uma máquina virtual Mac executando um PC Windows.As máquinas virtuais permitem usar diferentes sistemas operacionais sem comprar um novo dispositivo.

    Além de usar a virtualização de software para melhorar a eficiência e otimizar o desempenho do PC, as VMs permitem que os serviços de nuvem pública atendam mais facilmente às necessidades de vários usuários. Elas também permitem que as organizações desenvolvam estratégias de OPSEC eficazes e planos de continuidade de negócios com o mínimo de interrupção na infraestrutura de TI.

    Outro uso comum para VMs é a criação de versões “fictícias” (dummy) de software ou sistemas operacionais que não afetarão as máquinas host. Isso permite que desenvolvedores e especialistas em segurança testem software e isolem arquivos infectados em um ambiente seguro e em quarentena, sem a ameaça de que malware ou bugs afetem outras partes do sistema ou rede.

    Como as máquinas virtuais funcionam?

    As máquinas virtuais usam um software especial chamado hipervisor, também conhecido como monitor ou gerenciador de máquina virtual (VMM), para emular os principais componentes e recursos de hardware de um computador host. O hipervisor age como um intermediário entre o computador host físico e a máquina virtual convidada, distribuindo recursos para a VM com base nos requisitos individuais e na capacidade do host.

    Como qualquer outro aplicativo, uma VM é executada em uma janela, e você pode executar várias VMs ao mesmo tempo. Por exemplo, junto com o sistema operacional do computador host, você pode executar simultaneamente uma máquina virtual Android e uma máquina virtual Linux.

    Máquinas virtuais Windows e Mac rodando lado a lado em janelas separadas em um PC com Windows.Como qualquer aplicativo, uma máquina virtual é executada em uma janela separada.

    Qual é a diferença entre um contêiner e uma máquina virtual?

    Os contêineres e as máquinas virtuais têm funções semelhantes, mas o que os separa é que, enquanto uma máquina virtual emula um sistema de computador inteiro (inclusive a modelagem de componentes de hardware virtual), os contêineres replicam ou virtualizam apenas aplicativos de software e arquivos dependentes.

    As VMs disponíveis comercialmente mais populares, como VMWare ou máquinas virtuais Parallels, usam os recursos físicos do computador host para criar um computador virtualizado executado no próprio sistema operacional. Como os contêineres são projetados para executar apenas programas individuais, eles não têm o mesmo nível de infraestrutura virtual e usam o mesmo kernel do sistema operacional como host.

    Mas essas limitações aparentes também significam que os contêineres são mais leves e mais rápidos que as VMs. Assim, são ideais para apoiar microsserviços em que contêineres diferentes executam componentes ou serviços de aplicativos separados. Como vários contêineres podem ser executados dentro de uma VM, as duas tecnologias geralmente são usadas juntas.

    Quais são as vantagens das VMs?

    As máquinas virtuais são extremamente versáteis e são usadas por empresas e profissionais por diversos motivos. Estes são os principais benefícios das máquinas virtuais:

    • Expansão de recursos: uma VM permite usar software que não é compatível com a máquina host, aumentando assim o que pode ser feito com um único dispositivo.

    • Eficiência: você pode executar MacOS e Windows no mesmo dispositivo, o que economiza dinheiro, espaço físico e tempo.

    • Inovação: os desenvolvedores podem ver como o software que criam funciona em outros sistemas operacionais e sem se preocupar se algum malware ou bug afetará o computador físico.

    • Segurança: as VMs oferecem recuperação de desastres integrada e provisionamento de aplicativos para aumentar bastante a capacidade dos departamentos de TI de responder e mitigar as ameaças de software às suas redes. As máquinas virtuais são ótimos ativos nos planos de recuperação de desastres de TI, que são cruciais para as operações de negócios.

    Quais são as desvantagens das VMs?

    Apesar dos muitos usos, as máquinas virtuais têm suas desvantagens. As desvantagens das VMs devem-se principalmente ao poder de computação necessário para replicar outro sistema de computador. Veja alguns problemas que você pode encontrar ao usar máquinas virtuais:

    • Instabilidade: a execução de várias VMs pode superar o limite da CPU e de outros componentes críticos de hardware e causar instabilidade.

    • Podem ser lentas: uma máquina virtual geralmente é mais lenta e menos eficiente que um computador, portanto, você não deve esperar que uma VM funcione tão bem quanto o host.

    Uma máquina virtual Mac carregando lentamente em um PC Windows.As máquinas virtuais podem demorar para carregar e geralmente são mais lentas do que suas contrapartes físicas.

    Se você estiver com problemas para executar uma VM no seu computador, verifique a RAM para ajudar a identificar e resolver problemas de desempenho. Confira também nossos guias de desempenho dedicados com outras dicas para acelerar seu PC ou corrigir a lentidão no Mac.

    Tipos de virtualização

    As VMs usam tipos de virtualização diferentes. Dependendo de suas necessidades, os seguintes tipos de virtualização podem ser empregados individualmente ou em combinação:

    • Hardware: também conhecida como visualização de servidor, a virtualização de hardware usa um hipervisor para criar versões virtuais de computadores e sistemas operacionais para executar uma VM Linux ou Windows em hardware Mac.

    • Software: ao criar um sistema virtual que usa os mesmos recursos físicos do host, a virtualização de software permite usar aplicativos não nativos e pode fornecer acesso remoto a aplicativos virtuais.

    • Armazenamento: o armazenamento virtual pode consolidar diferentes dispositivos de armazenamento físico em um. E o armazenamento virtual pode ser duplicado, o que reduz o tempo de inatividade caso ocorra um ataque cibernético.

    • Área de trabalho: a virtualização da área de trabalho armazena a sua área de trabalho em um servidor remoto. Assim, você pode acessá-la remotamente em qualquer lugar, com qualquer dispositivo.

    • Rede: usada para criar várias sub-redes na mesma rede física, a virtualização de rede maximiza o desempenho de clientes individuais ajustando automaticamente a largura de banda e os servidores.

    As VMs aumentam a segurança?

    As máquinas virtuais são ferramentas vitais que os desenvolvedores usam para criar soluções de segurança cibernética para gerenciar ameaças. Elas ajudam a combater vírus de computador e bloquear tentativas de hacking. As máquinas virtuais permitem que os profissionais de TI criem ambientes de sandbox seguros para abrir e examinar arquivos perigosos com segurança, sem afetar o dispositivo ou o restante da rede.

    Um único arquivo infectado pode se espalhar rapidamente por uma rede, causando danos e interrupções incalculáveis. A máquina virtual ajuda os desenvolvedores ou as equipes de TI a isolar aplicativos ou arquivos infectados, protegendo os computadores host contra danos e impedindo a disseminação de software mal-intencionado.

    Mas se você acha que seu computador pessoal já está infectado, confira nosso guia e aja rapidamente para remover o vírus.

    A segurança abrangente começa pelo Avast

    As máquinas virtuais são um recurso excelente para todos os tipos de aplicativos, mas a segurança cibernética eficaz nunca deve depender de apenas uma única camada de proteção. O Avast Free Antivirus tem um arsenal de recursos de segurança, oferecendo proteção robusta contra a variedade de ameaças online atuais. Baixe o Avast hoje mesmo para manter seu sistema e seus dados seguros.

    Obtenha proteção online indestrutível no seu smartphone Android com o Avast Mobile Security

    INSTALAR GRÁTIS

    Obtenha proteção online indestrutível para iPhone com o Avast Mobile Security

    INSTALAR GRÁTIS
    Outras ameaças
    Segurança
    Deepan Ghimiray
    24-06-2022