academy
Segurança
Privacidade
Desempenho
Selecione o idioma
Avast Academy Segurança Malware Malware x Vírus: Qual é a diferença?

Malware x Vírus: Qual é a diferença?

Muitas pessoas usam os termos “malware” e “vírus” como sinônimos, mas eles não são exatamente iguais. A diferença entre malware e vírus é a seguinte: malware é o termo genérico e vírus é apenas um tipo de malware, entre muitos outros. Continue lendo para saber mais sobre a diferença entre malware e vírus e como se proteger contra os dois.

Malware-vs-Viruses-Whats_the_Difference-Hero

Qual é a diferença entre malware e um vírus?

Malware é um termo genérico para qualquer software maligno criado especificamente para infectar e prejudicar o sistema host ou seu usuário. Um vírus de computador é apenas um tipo de malware. Assim como todos os quadrados são retângulos (mas nem todos os retângulos são quadrados), todos os vírus são malware, mas nem todo malware é um vírus.

Hamburguer menu icon

Este artigo contém:

    Portanto, se você está se perguntando se malware e vírus são a mesma coisa, a resposta é “não”. A categoria de malware inclui vírus, spyware, adware, ransomware e outros tipos de software nocivo. Conhecer as diferenças entre vírus e outros tipos de malware é útil quando se trata de prevenção e remoção.

    Um vírus de computador é projetado para se copiar e se espalhar para o maior número possível de outros dispositivos, de mesma maneira que um vírus biológico infecta seu hospedeiro, se replica automaticamente e se espalha para novos hospedeiros. Os vírus de computador proliferam infectando aplicativos e e-mail, e podem ser transmitidos por mídias de armazenamento removível, sites infectados, anexos de e-mail e até roteadores de rede.

    O que o vírus faz exatamente depende do seu nível de sofisticação. Um código maligno simples danifica seu disco rígido ou exclui arquivos. Um vírus mais complexo pode ficar oculto no seu computador e fazer coisas indesejadas, como espalhar spam. Vírus altamente avançados, chamados vírus polimórficos, modificam seu próprio código para evitar a detecção.

    Acima dos malwares e vírus, há uma categoria maior e mais abrangente: ameaças. As ameaças abrangem malware e também incluem outras ameaças online, como phishing, roubo de identidade, injeção de SQL, etc.

    Threat-diagram_POR

    Por que os vírus e malware são frequentemente confundidos?

    A confusão sobre a diferença entre vírus e malware se resume à adoção de nomes. Depois que uma palavra ou termo se enraíza na mentalidade coletiva, é difícil removê-la de lá. Embora a TV a cabo use um gravador de vídeo digital, muitas pessoas ainda chamam este processo de “gravação”, o que remete à época de VHS. É difícil perder velhos hábitos.

    O primeiro malware na década de 1970 foi chamado de "vírus". Os primeiros programas antimalware publicados nas décadas de 1980 e 1990 foram chamados de “antivírus”, porque esse era o principal problema da época. Hoje, muitas dessas ferramentas continuam usando esse nome, mesmo que elas não protejam apenas de vírus. Isso também vale para o Avast Free Antivirus!

    Faz alguma diferença se malware for igual a vírus quando você não tem nenhuma proteção? Na verdade, não. Sem um antivírus forte, você estará vulnerável a todos os tipos de malware. A Avast bloqueia mais de 66 milhões de ameaças por dia e teremos o maior prazer em manter sua segurança.

    Então, existem também outros tipos de malware por aí?

    O cenário da segurança cibernética está evoluindo. Infelizmente, há mais “bandidos” do que nunca e eles têm motivos (financeiros ou outros) para inovar. Os vírus não são o único risco que os usuários da internet enfrentam atualmente:

    Icon_01Worm: Um malware de replicação automática cuja função principal é pular de um computador para outro, geralmente sem fazer nada além da replicação.

    Icon_02Adware: Spam publicitário projetado para exibir anúncios em seu dispositivo sem parar e gerar receita com anúncios.

    Icon_03Scareware: Ele informa que seu computador está infectado com malware e oferece uma solução para você baixar. Às vezes, o próprio download é um malware e às vezes você vai pagar por software inútil.

    Icon_04Spyware: Assim como o nome indica, ele espia suas ações, gravando as teclas pressionadas com a intenção de roubar credenciais de login.

    Icon_05

    Ransomware: Uma forma mais nova e muito desagradável de malware, o ransomware trava seu computador, pastas ou arquivos e os torna inacessíveis. Eles basicamente ficam reféns e é exigido pagamento de resgate.

    Icon_06Rootkit: Esses kits são os mais difíceis de detectar e remover, pois escondem-se profundamente no seu computador e realizam uma variedade de atividades ilegais. Por exemplo, roubam informações do usuário (semelhante ao spyware), enviam e-mails com spam, participam em ataques DDOS, ou permitem o acesso remoto dos hackers ao seu dispositivo.

    Algumas dessas categorias se sobrepõem, e as diferenças podem ser confusas. Para muitas pessoas, isso não importa. O que importa é que alguém está tentando fazer algo errado com seu computador e você quer dar um fim nisso.

    Quais tipos de dispositivos podem ser afetados?

    O malware pode danificar qualquer tipo de dispositivo, mas, dependendo daquele que você usa, há vários níveis de risco. Os PCs com Windows são o alvo mais popular porque são os sistemas de computador mais amplamente utilizados. Os computadores Mac foram ignorados pelos criadores de malware por anos, por causa de sua menor participação no mercado, mas à medida que sua popularidade cresceu, o malware para Mac também começou a aparecer.

    Smartphones e tablets também podem ser infectados por malware, apesar de serem comparativamente mais seguros. Embora você possa baixar aplicativos no seu iPhone apenas pela App Store oficial, os usuários do Android não são tão limitados ao Google Play. Mesmo que as duas empresas verifiquem suas lojas, o malware, às vezes, consegue entrar e infectar alguns dispositivos antes de ser removido. Se isso acontecer com você, pode aprender como remover vírus do Android.

    Também é possível obter malware no seu smartphone ou tablet se você fizer o jailbreak, que remove as paredes protetoras internas do dispositivo. Geralmente, o jailbreaking é feito apenas por usuários bastante avançados que sabem o que estão fazendo e entendem os riscos que estão assumindo. Se você não se encaixa nessa categoria, pense duas vezes antes de fazer o jailbreak.

    Os usuários do iPhone normalmente correm o risco de malware apenas se fizerem jailbreak de seus dispositivos, enquanto o Android é muito mais propenso a ataques.

    Como posso saber qual deles tenho?

    A maioria dos malwares evita bem a detecção, porém existem alguns tipos que anunciam sua presença. O ransomware, por exemplo, informa logo sobre a infecção para que você pague quanto antes aos criadores o resgate que eles desejam. Outras formas de malware, como spyware, tentam ser o mais discretos possível. O objetivo deles é coletar informações então fazem isso sem detecção.

    Existem alguns sinais comuns de infecção maligna, seja qual for seu tipo. Um dos sinais óbvios é que seu computador de repente começa ficar muito lento. Isso geralmente significa que um malware mal escrito está consumindo os recursos do seu computador. Por outro lado, um disco rígido mais lento também pode simplesmente estar chegando ao fim da vida, então, mesmo que você tenha escapado de uma infecção por malware, ainda precisará tomar medidas para salvar seus dados. 

    É claro que existem outros motivos além do malware que podem causar problemas de desempenho no computador, e oferecemos conselhos sobre como acelerar o PC com Windows, maneiras de melhorar o desempenho do MacOS e os processos de desempenho do disco rígido. Mas você deve sempre verificar primeiro se o sistema está infectado por malware. E como muitos aplicativos de malware bloqueiam a instalação de software antimalware, o ideal é que você já tenha instalado uma ferramenta de remoção de malware no seu computador.

    Como muitos tipos de malware exibem sintomas semelhantes, pode ser complicado identificar a variante exata no seu dispositivo, a menos que, como o ransomware, ele avise. Seja qual for o malware, você precisa tomar medidas imediatas para removê-lo do seu computador e impedir que ele se espalhe para outros dispositivos na sua rede.

    Eu preciso de proteção contra vírus e malware?

    Atualmente, elas são iguais: não há distinção prática entre o antivírus e antimalware. Ninguém oferece software que detecte e remova vírus e ignora worms, cavalos de Troia, spyware e ransomware. Mesmo que o nome do produto seja “Antivírus”, como o Avast Free Antivirus, ele oferece proteção abrangente (caso contrário, não use).

    Bons pacotes de software antimalware também monitoram clientes de e-mail e navegadores, além de manter um banco de dados de sites perigosos conhecidos e denunciados. Se você tentar visitar um site conhecido por distribuir malware, seu software antivírus não deixa você nem carregar o site.

    Da mesma maneira, se um anexo suspeito chegar por e-mail, seu software antivírus o detecta e move para uma pasta de quarentena onde você não consegue abri-lo. Se você confirmar que o anexo é legítimo, poderá mover o arquivo para uma pasta comum e marcá-lo no programa antivírus como sinalizado erroneamente para servir de referência no futuro.

    Uma solução única para malware e vírus

    Não é necessário se preocupar com o tipo exato de malware que está tentando infectar seu sistema, você precisa evitar todos! A melhor maneira de prevenir uma infecção por malware e se recuperar quando algo der errado é usando um software antivírus robusto.

    O Avast Free Antivirus oferece detecção e prevenção abrangentes contra vírus, malware, spyware, ransomware, phishing e outras ameaças, o que o torna uma solução confiável para proteção completa. Coloque sua segurança cibernética nas mãos do antivírus mais confiável do mundo.

    Proteja seu iPhone contra ameaças
    com o Avast Mobile Security

    BAIXAR GRÁTIS

    Proteja seu Android contra ameaças
    com o Avast Mobile Security

    BAIXAR GRÁTIS