academy
Segurança
Privacidade
Desempenho
Selecione o idioma
Avast Academy Segurança Vírus Como remover vírus de um telefone Android

Como remover vírus de um telefone Android

Com o Android ocupando mais de 75% do mercado global de smartphones, não é surpresa que o malware para Android seja um problema persistente. Use nossas técnicas de remoção de malware do Android para lidar adequadamente com essas ameaças.
Aqui, mostramos como remover malware de dispositivos Android e como manter seu telefone seguro depois disso.

How_to_remove_virus_from_Android-Hero

Como remover um vírus de um telefone Android

Antes de nos aprofundarmos em como se livrar de vírus no seu telefone Android, um ponto de esclarecimento: do ponto de vista técnico, se houver malware no seu telefone, provavelmente não é um vírus. Estritamente falando, vírus é um malware que se insere em arquivos não contaminados no sistema operacional e os modifica para que ele possa usar os recursos do seu dispositivo para se replicar. Qualquer malware que você possa encontrar no seu Android provavelmente não se comportará dessa maneira.

Hamburguer menu icon

Este artigo contém:

    Muitas pessoas usam os termos "vírus" e "malware" como sinônimos, mas eles não são 100% iguais. Os vírus são apenas um tipo de malware e, embora haja muitos malwares para Android, não existem vírus nesse sentido. Portanto, se você estiver se perguntando como remover vírus do seu telefone Android, é melhor usar a palavra "malware".

    Bem, isso dito, vamos remover esse malware do seu telefone. Abaixo, listamos vários dos métodos mais confiáveis de remoção de malware para Android, começando pelo mais simples: deixe seu software antivírus resolver isso.

    Opção 1: Remover malware automaticamente

    Instale o Avast Mobile Security para Android e verifique rapidamente o seu dispositivo para determinar se um "vírus" está presente ou não.

    Etapa 1 - Execute o escaneamento antivírus

    A maioria dos programas antivírus para dispositivos móveis é bastante simples de usar. Basta tocar no botão “escanear” e deixar o aplicativo trabalhar.The main menu on Avast Mobile Security for Android, showing the Scan button

    Etapa 2 - Resolver problemas identificados

    Depois de concluir o escaneamento, siga as instruções na interface do usuário para remover os riscos descobertos.

    Opção 2: Remover malware manualmente

    Se não estiver usando nenhum programa de segurança móvel, ou se o aplicativo escolhido não conseguiu resolver o problema, veja como remover o malware do seu telefone Android manualmente.

    Etapa 1 – Coloque seu telefone no Modo de segurança

    Reiniciar o telefone no modo de segurança impede a execução de todos os aplicativos de terceiros, incluindo malware. Alguns telefones com Android permitem reiniciar diretamente no modo de segurança, enquanto outros precisam de algumas etapas a mais.

    Em muitos dispositivos, para acessar o modo de segurança, pressione o botão liga/desliga como se fosse para desligar o telefone.The Power menu in Android 7.0Pressione e segure a opção Desligar por um ou dois segundos.Rebooting to safe mode from the Power menu in Android 7.0

    Toque em OK quando for perguntado se você deseja reiniciar no modo de segurança.

    Depois de entrar no modo de segurança, avalie se os problemas ainda estão presentes. Se não, é provável que eles foram causados por malware em um aplicativo de terceiros.The home screen in Android 7.0, showing that safe mode is enabled

    Etapa 2 - Revise seus aplicativos baixados

    Quando estiver no modo de segurança, acesse Configurações > Apps. Procure aplicativos que pareçam suspeitos, talvez há um aplicativo desconhecido, ou um que não se lembre de ter instalado. O melhor lugar para começar é procurar os apps instalados um pouco antes de o seu telefone ter ficado estranho.The Apps menu in Android 7.0

    Etapa 3 - Desinstale downloads recentes

    Quando identificar um aplicativo potencialmente problemático, toque em Desinstalar para excluí-lo definitivamente. Caso você errar, sempre poderá reinstalá-lo mais tarde. Como último recurso, muitos aplicativos infectados por vírus desabilitam o botão Desinstalar. Nesse caso, você precisa remover seus privilégios administrativos.The App info menu in Android 7.0

    Etapa 4 - Impedir que esses aplicativos sejam administradores de dispositivos

    Navegue pelas configurações de segurança e localize uma lista de aplicativos com permissões de administrador do dispositivo. Dependendo da versão do Android e do fabricante do telefone, seu caminho pode ser parecido com isto: Configurações > Segurança > Administradores do dispositivo. Quando encontrar, veja se o aplicativo problemático está nessa lista. Se estiver, dê uma olhada na caixinha à direita do nome e observe se está marcada ou não.The Device Administrators menu in Android 7.0

    Se for marcada, desmarque a caixa e selecione Desativar este administrador do dispositivo para remover seus privilégios de acesso. Agora, retorne ao aplicativo em Aplicativos baixados. Agora deve ser possível pressionar o botão Desinstalar, então desinstale o aplicativo.

    Como etapa final, vá para a pasta Downloads e exclua o arquivo de instalação .apk do malware, se estiver lá.

    Reinicie seu telefone no modo normal e confirme se você resolveu seus problemas. Caso sim, parabéns! Você aprendeu a remover malware do seu telefone Android. Se não, pode ser necessário repetir esse processo desinstalando um aplicativo diferente, ou considerar uma redefinição de fábrica.

    Lembre-se de que a redefinição de fábrica exclui todos os aplicativos e dados do aplicativo do seu telefone, portanto, é sempre uma boa ideia configurar backups periódicos de dados.

    Opção 3: Redefinir seu telefone Android

    Se os métodos acima não resolverem o problema, você pode redefinir o telefone para as configurações originais de fábrica. Saiba aqui como fazer isso:

    Etapa 1 - Executar uma redefinição de dados de fábrica

    Acesse Configurações > Backup & Redefinir> Redefinição de dados de fábrica.The Backup & reset menu in the Settings of Android 7.0

    Toque em Redefinir dispositivo.The Factory data reset screen in Android 7.0

    Etapa 2 - Digite sua senha quando solicitado

    Digite sua senha para continuar e toque em Apagar tudo. Na captura de tela abaixo, foi solicitado que o usuário insira um código de acesso genérico, porque não há senha ativada neste dispositivo (você deve sempre proteger com senha seu celular pessoal!).The password confirmation screen to reset a device using Android 7.0

    Etapa 3 – Reinicie seu dispositivo

    Depois de concluir a redefinição de fábrica, o telefone reiniciará e o guiará pelos procedimentos de configuração inicial.The Welcome screen in Android 7.0 on an Asus phone

    Etapa 4 - Restaurar um backup anterior

    No final, aparecerá a pergunta se deseja restaurar o telefone a partir de um backup ou começar do zero. Aqui, você pode optar por restaurar o telefone a partir de um backup feito antes de instalar o aplicativo mal-intencionado.The setup menu in Android 7.0 on an Asus phone

    O primeiro malware do celular

    Antes de os smartphones se tornarem os companheiros onipresentes que são hoje, vírus para celulares eram considerados uma lenda. Todos falavam que “os computadores podiam pegar vírus, mas os smartphones eram imunes”. Essa ilusão de segurança foi destruída em 2004, quando o grupo de hackers 29A criou o worm para celular Cabir e o enviou como prova de conceito para vários laboratórios profissionais de segurança cibernética.

    Quando instalado, o Cabir, um worm de rede, exibia a palavra “Caribe” na tela dos dispositivos infectados enquanto tentava infectar outros através de conexões Bluetooth ativas. Como prova de conceito, Cabir não causou danos diretos, mas a mensagem era clara: os telefones também podem ser infectados com malware.

    Depois do Cabir, vários cibercriminosos aproveitaram as novas oportunidades de caos e ganho pessoal, criando seu próprio malware com potencial para causar muitos danos. Alguns destes incluem:

    • SymOS/Kiazha.A: um ransomware cavalo de Troia direcionado ao Symbian OS que excluía as mensagens SMS recebidas e enviadas.

    • CommWarrior: um worm que redefinia configurações do telefone no dia 14 de cada mês. Uma imagem de caveira instala um tema, mas o arquivo prossegue para desativar programas e aplicativos. Ele também transforma todos os ícones no telefone na imagem de bandeira pirata ou quebra-cabeça.

    Muitas ameaças de malware surgiram desde que a popularidade dos smartphones cresceu e vários continuam surgindo todos os dias. Os cibercriminosos estão constantemente inovando com novos métodos para enganar os usuários a instalarem seus malwares. Assuma um papel ativo em sua segurança digital e aprenda mais sobre o funcionamento dessas ameaças e o que você pode fazer para se proteger.

    Tipos de malware para telefone

    O malware para Android vem em várias variedades, cada uma com suas próprias peculiaridades e vetores de entrada preferidos. Aqui estão alguns dos tipos mais comuns de malware para Android:

    Spyware

    Esse tipo de malware foi criado para coletar informações do seu telefone e transmiti-las para o hacker. Os cibercriminosos disfarçam seu spyware como aplicativos legítimos e assim tentam convencer você a instalá-lo. Uma vez instalado, o spyware registra informações, incluindo SMS/mensagens de texto, sites visitados, atividade do aplicativo, teclas pressionadas, nomes de usuário e senhas.

    Ransomware

    Como o nome indica, o ransomware bloqueia o acesso ao seu dispositivo ou aos seus dados, e só os libera se pagar um resgate. Embora a tentação de acessar seu dispositivo e arquivos seja compreensível, você nunca deve pagar resgate do ransomware. Em vez disso, tente remover o malware do seu dispositivo e restaurar um backup anterior.

    Worms

    Esse é o tipo mais agressivo de malware do Android. Projetado para se replicar e espalhar infinitamente, os worms são autônomos e podem operar sem nenhuma interação do usuário. Eles geralmente são recebidos por SMS, MMS ou outra mídia digital.

    Cavalos de Troia

    Os cavalos de Troia atuam como aplicativos legítimos e infectam seu telefone após serem instalados. Ao contrário dos worms, os cavalos de Troia precisam ser instalados pelo usuário antes que possam agir. Uma vez ativados, os cavalos de Troia podem instalar malware adicional, desativar outros aplicativos, gravar seus dados pessoais ou bloquear o telefone por um determinado período de tempo.

    Infecções de Android x iPhone

    Androids e iPhones têm vulnerabilidades diferentes e distintas de malware. Embora o iOS tenha sido considerado imune a malware durante muito tempo, ataques recentes provaram que essa ilusão de invulnerabilidade não existe mais. Os usuários do Android têm maior probabilidade de contrair malware do que usuários do iOS simplesmente porque os aplicativos para Android podem ser baixados de vários lugares. Alguns desses portais são seguros, mas outros não.

    Os usuários do iOS geralmente baixam aplicativos da App Store oficial da Apple, que usa algumas das medidas de segurança mais robustas existentes. Os aplicativos em celulares e tablets com iOS são protegidos por sandbox, o que significa que sua capacidade de interagir com outros aplicativos ou com o próprio iOS é limitada. Os aplicativos para Android também estão protegidos por sandbox, mas em menor grau.

    Rodando em dispositivos fabricados pela Samsung, Huawei e pelo próprio Google, o Android reina como o sistema operacional para celular mais popular do mundo. Essa enorme base de usuários significa que é difícil atualizar todos para a versão segura mais recente do sistema operacional. Isso dá aos cibercriminosos mais tempo para aprimorar seus métodos e afetar mais usuários do Android.

    De onde vêm os malwares para Android

    Quando você se familiariza com a origem do malware para Android, você está um passo mais perto de mantê-lo fora do seu dispositivo móvel.

    Aplicativos infectados

    Os cibercriminosos injetam malware nos aplicativos populares e depois distribuem essas versões envenenadas em várias lojas de aplicativos e portais de download. Essa técnica é tão bem-sucedida que os cibercriminosos frequentemente criam aplicativos novos para enganar os usuários a instalá-los. O usuário acredita que encontrou um novo aplicativo interessante, mas está recebendo um download de malware para Android.

    Malvertising

    Malvertising é a prática de inserir malware em anúncios distribuídos por redes de anúncios. Clicar em um desses anúncios pode iniciar um download de vírus no seu dispositivo. Também esteja atento a pop-ups de vírus em dispositivos Android, pois muitos desses anúncios podem aparecer nas janelas pop-up.

    Golpes

    Essa categoria inclui phishing e outros métodos populares de e-mail ou SMS. Você recebe um link, mas quando clicar nele, o site aciona um download de malware no seu dispositivo. Essa é uma das maneiras mais comuns de infectar seu telefone Android.

    Downloads diretos no dispositivo

    Downloads diretos no dispositivo exigem que o cibercriminoso conecte o dispositivo alvo a outro e instale o malware manualmente. São usados na espionagem corporativa de alto perfil. Nunca conecte seu telefone a um computador não confiável e nunca conecte acessórios desconhecidos aos seus dispositivos.

    Como você pode saber se há malware no seu telefone?

    Nem sempre é fácil reconhecer os sinais, mas você pode aprender a detectar malware no seu telefone Android. Se você acompanhou o que falamos até agora, você já é especialista em verificar a existência de malware em telefones: você pode executar uma verificação com seu aplicativo de segurança móvel preferido ou investigar aplicativos baixados recentemente usando o modo de segurança.

    Agora que você sabe o que fazer quando encontrar um, vamos descrever alguns dos sintomas mais confiáveis que podem indicar que seu telefone tem um vírus.

    Aplicativos que travam muito

    Alguns aplicativos travam de tempos em tempos e, à medida que você os utiliza, perceberá o que é considerado o comportamento normal de cada um deles. Se você perceber que vários aplicativos estão travando com mais frequência do que deveriam, isso pode indicar a presença de malware para Android.

    Aumentos inexplicáveis no uso de dados

    Uma coisa é descobrir que você gastou muitos dados depois de assistir a última temporada do seu programa favorito. Mas se o mesmo acontecer sem você usar o celular, isso pode ser um motivo para preocupação. Alguns malwares gastam rapidamente seus dados móveis e, por isso, é uma boa ideia verificar o consumo de dados periodicamente.

    Anúncios aparecem sem parar

    Você pode bloquear anúncios pop-up irritantes com determinados navegadores de celular ou extensões de navegador. Se os pop-ups começarem a aparecer, mesmo sem usar nenhum aplicativo, é provável que pegou uma infecção por adware.

    A bateria descarrega rapidamente

    Como a maioria dos malwares para celular não é otimizada, eles geralmente esgotam a bateria mais rapidamente do que outros aplicativos legítimos.

    Sua fatura de celular fica muito alta

    Igual acontece com dados, um aumento inesperado e inexplicável na sua fatura de celular é um bom aviso de que tenha malware para Android. É sempre bom analisar com seu provedor de serviços móveis valores de faturamento extraordinariamente altos.

    Aplicativos desconhecidos

    Muitas pessoas não verificam se o novo aplicativo que está na moda foi ou não criado por um desenvolvedor legítimo, especialmente quando se trata da grande variedade de jogos gratuitos disponíveis no mercado. Um descuido desses pode custar caro, pois você pode fornecer as chaves do seu telefone a um app falso.

    O telefone começa a superaquecer

    Há vários motivos pelos quais o telefone pode superaquecer, mas uma infecção por malware é uma das causas mais comuns. Se você não estiver fazendo nada fora de comum com seu telefone, ele não deveria superaquecer.

    Dicas para executar antivírus no Android

    Por que um aplicativo antivírus é considerado confiável? O que torna um aplicativo antivírus melhor que outro? Além das verificações de malware do Android, quais recursos adicionais vale a pena pagar?

    Comece com a fonte

    Baixe o aplicativo antivírus escolhido no Google Play. Se baixar do fabricante legítimo, o link que você clicar deve levar ao Google Play, onde você baixará o aplicativo.

    Infelizmente, existem vários aplicativos de segurança cheios de malware. Os cibercriminosos usam páginas falsas e redes sociais com frequência para promover um malware disfarçado de aplicativos antivírus. Por isso é muito importante…

    Fazer a tarefa de casa

    Mesmo entre soluções antivírus confiáveis, você encontrará diversas opções que afirmam ser as melhores. Muitos deles oferecem uma versão gratuita para você começar.

    Para facilitar a escolha, informe-se nos sites de laboratórios de terceiros como AV-TEST e AV-Comparatives. Essas organizações testam aplicativos antivírus de forma independente e postam publicamente os resultados para ajudar os consumidores a tomarem decisões informadas sobre qual produto tentar. O Avast Mobile Security for Android é consistentemente classificado como uma das melhores soluções antivírus móveis.

    Escolha entre uma versão paga e gratuita

    Na maioria das vezes, a versão gratuita de um desenvolvedor de antivírus respeitável é suficiente. O Avast Mobile Security para Android, por exemplo, protege contra vírus, malware e spyware. Ele também examina aplicativos para detectar cavalos de Troia e outras infecções. Como regra geral, você não precisa pagar caro para se proteger contra ameaças cibernéticas.

    O aplicativo antivírus gratuito da Avast suporta recursos adicionais, incluindo otimização de RAM, antifurto (que inclui a capacidade de localizar e bloquear remotamente um telefone perdido ou roubado), remoção de arquivos indesejados, verificações de velocidade de download e upload e proteção em tempo real enquanto navega na web.

    Os benefícios de uma versão paga variam entre os desenvolvedores. As funções premium podem incluir acesso por PIN ou impressão digital a aplicativos sensíveis escolhidos ou serviços VPN que protegem seu dispositivo enquanto conectado ao Wi-Fi público. Se você está interessado apenas em verificar se há malware no Android, esses recursos adicionais podem ou não ser necessários, embora é sempre bom ter o nível mais alto de segurança.

    Para a maioria dos usuários de dispositivos móveis, um aplicativo antivírus gratuito e robusto deve dar certo. Escolha um que atualize automaticamente suas definições de vírus para permanecer protegido contra as ameaças mais recentes.

    Mantenha seu dispositivo Android protegido

    Pronto para melhorar seus hábitos e práticas de segurança móvel? Sem erro, a única mudança mais impactante é instalar e usar uma ferramenta antivírus para dispositivos móveis comprovada. Afinal, você nunca precisará se preocupar com a remoção de malware, se ele não conseguir acessar seu telefone.

    Com mais de 100 milhões de instalações, o Avast Mobile Security para Android é uma das melhores ferramentas gratuitas de antivírus para dispositivos móveis. Mantenha-se protegido contra ameaças online com segurança abrangente e adaptável que detecta e bloqueia malware antes que ele possa infectar seu dispositivo. Segurança móvel de classe mundial, totalmente gratuita.

    Proteja seu iPhone contra ameaças
    com o Avast Mobile Security

    BAIXAR GRÁTIS

    Proteja seu Android contra ameaças
    com o Avast Mobile Security

    BAIXAR GRÁTIS