48589961852
academy
Segurança
Privacidade
Desempenho
Português
Avast Academy Privacidade Dicas de privacidade O que é rastreamento de anúncios?

O que é rastreamento de anúncios?

Já parou para pensar por que anúncios em sites sempre parecem ser personalizados demais? Isso se deve ao fato de que as empresas usam softwares e outros métodos de rastreamento para entender melhor os hábitos online de seus usuários e, assim, direcionar anúncios personalizados a eles. Saiba o que é rastreamento de anúncios, como os anúncios na internet são feitos sob medida para você e como um navegador seguro pode ajudar a bloquear o rastreamento de anúncios online.

What_is_ad_tracking-Hero
Escrito por Domenic Molinaro
Publicado em Dezembro 18, 2020
Revisado por Antoinette Cocorinos

O que é rastreamento de anúncios online?

O rastreamento de anúncios acontece quando empresas utilizam cookies e outros métodos de rastreamento para seguir e coletar informações sobre o comportamento e preferências dos usuários para enviar anúncios direcionados mais relevantes a eles. O objetivo do rastreamento de anúncios é ajudar sites e empresas a oferecerem produtos e serviços mais personalizados e, assim, vender mais.

Hamburguer menu icon

Este artigo contém:

    Mas nem tudo se resume a incomodar ou fazer com que as pessoas abram suas carteiras. Claro que há outras razões para que sites e outros agentes rastreiem seus usuários pela web. Mas o que exatamente é o rastreamento de anúncios?

    Técnicas comuns de rastreamento de anúncios

    Há muitos tipos de rastreamento de anúncios: cookies, rastreamento de URL, rastreamento de pixels e técnicas mais avançadas que usam códigos especiais, como a impressão digital de um navegador. Cada um desses métodos coletam e acessam os dados dos usuários de forma diferente. Mas todos eles espionam os hábitos de navegação das pessoas para ajudar as empresas a construírem um perfil de publicidade de cada usuário.

    Ao instalar um código em sites e aplicativos que registram a atividades em um navegador, tanto os sites quanto os interessados podem descobrir quem é o visitante e o que ele deseja ou precisa. Com esses dados em mãos, eles tentam vender mais produtos e serviços relevantes aos visitantes. É assim que as empresas rastreiam você pela web, e é por isso que você sempre vê anúncios aparentemente mágicos te seguindo pela internet.

    A seguir, confira alguns dos métodos de rastreamento de anúncios mais usados pelos sites.

    Cookies

    Empresas inserem cookies, pequenos códigos feitos para registrar atividades online e salvar essas informações no navegador do usuário, por todos os cantos da web. O objetivo é identificar as pessoas enquanto elas pulam de um site para outro, adicionando dados importantes a um determinado perfil de publicidade. Cookies são a fonte mais comum de rastreamento de anúncios, sendo que muitos sites usam os mesmos cookies de terceiros. Mais adiante, falaremos sobre isso com mais profundidade.

    Rastreamento de URL

    O rastreamento de URL implica em links com breves linhas de código no fim de um endereço. É isso que rastreia o comportamento do usuário depois de serem clicados. Esses links funcionam como os cookies, mas ao invés de se esconder atrás de códigos, eles ficam livres, espalhados pela barra de endereço dos navegadores. Se você visitar um site depois de clicar em um URL de rastreamento, todas as suas atividades naquele site serão registradas e coletadas pelo dono daquele endereço.

    O exemplo a seguir mostra como um típico URL de site se parece: www.website.com/alguma-pagina

    Mas se, por exemplo, alguém acessa o site com um clique em uma newsletter enviada por e-mail, o URL pode ser algo como isso: www.website.com/alguma-pagina/?utm_campanha=newsletter-campanha&utm_fonte=email.

    Todas as informações extras anexadas ao fim do URL permitem que os administradores do site saibam que aquela visita foi feita a partir de uma campanha de newsletter enviada por e-mail.

    Rastreamento de pixel

    O rastreamento de pixel é composto por pequenos pontos (1x1 pixel) anexados a e-mails e sites que, com eles, podem detectar o acesso e a interação com determinado conteúdo. Ao invés de ser salvo no navegador do usuário, o dado do pixel é enviado diretamente ao servidor da empresa que o divulgou. Pixels podem ajudar a identificar endereços IP, verificar se os usuários abriram um e-mail, registrar o download de anexos, etc. Mas ao contrário dos cookies, não dá para bloquear um pixel. Eles são como cookies invisíveis que não podem ser bloqueados.

    Por que as empresas fazem rastreamento online?

    Anúncios são a principal fonte de receita de grandes empresas de tecnologia. No caso do Facebook, essa é praticamente a única fonte. Sites e aplicativos permitem que grandes plataformas, juntamente com milhares de outros anunciantes, instalem anúncios de rastreamento, porque essas plataformas podem anunciar os mesmos sites e aplicativos com mais eficácia. Mais dados, mais dinheiro E mesmo que anúncios de rastreamento se beneficiem principalmente da espionagem de usuários, o contrário também vale, já que certamente há outros benefícios em ser rastreado.

    Benefícios do rastreamento de anúncios

    Relevância. Ao rastrear os usuários, anunciantes podem oferecer anúncios baseados na localização geográfica e hábitos de visualização, o que pode ser bastante útil para quem busca por previsão meteorológica do local onde vive ou o horário do jogo do time do coração. O rastreamento de anúncios pode oferecer informações sobre um produto que o usuário queira comprar, promoções locais e outras coisas impossíveis de saber de outra forma. Se não há muitas formas de escapar dos anúncios, ao menos eles podem ser relevantes e até interessantes.

    Conveniência. O rastreamento de anúncios ajuda os desenvolvedores de aplicativos a manterem e a melhorarem seus produtos, tornando-os mais fáceis de usar. Por exemplo, o Google pode traçar rotas em seu mapa com mais precisão, além de oferecer informações atualizadas sobre o trânsito com o rastreamento das pessoas pelo GPS.

    Desvantagens do rastreamento de anúncios

    Invasão de privacidade. Estamos falando dos seus dados. O que dá às empresas o direito de espionarem você? Mesmo que você não se importe com o fato de que as empresas podem ver os produtos que você busca, a coisa fica um pouco mais complicada quando elas começam a bisbilhotar o seu histórico de saúde ou a investigar sua vida amorosa.

    Perda de tempo Ao ver anúncios “relevantes” com mais frequência, você acaba vendo mais páginas, clicando em mais links e navegando por mais tempo. A maioria das pessoas já se sente um tanto desconfortável com o tempo gasto em frente das telas, principalmente quando se trata de mídias sociais ou outros aplicativos viciantes. O fato é que, independentemente da idade, a média de tempo de uso de dispositivos móveis está em alta. O rastreamento de anúncios simplesmente piora esse problema. 

    Prejuízo Além do desperdício de tempo, rastreadores direcionam as pessoas aos produtos de seu interesse, fazendo com que gastem mais. Se for algo realmente útil, tudo bem, mas geralmente as pessoas acabam comprando por impulso, gastando com coisas que não precisam realmente. O autocontrole tem um limite.

    É estranho. Vamos ser honestos, ninguém gosta de ser vigiado sem a sua permissão. Muitas pessoas concordam que isso é completamente errado. E com a tecnologia cada vez mais se tornando uma parte integral da vida de todos, o rastreamento de anúncios pode fazer com que as pessoas se sintam constantemente vigiadas.

    Ela permite que empresas coletem todos os tipos de dados e usem essas informações para desenvolver perfis de consumidor, ou personas, como diriam os marketeiros.A tecnologia do rastreamento de anúncios pode dar a impressão de que há sempre alguém te vigiando e rastreando todas as suas atividades na internet.

    Como as empresas rastreiam você na web

    O rastreamento de anúncios funciona com a compilação de um perfil baseado nas ações dos usuários na internet. Pode ser um clique em algum link, o preenchimento de um formulário, uma rolagem de tela ou a adição de algum produto ao carrinho de compras. Essas ações são registradas por códigos de rastreamento de anúncios individuais e ficam registradas (no seu navegador ou em um servidor) para que possam ser acessadas e analisadas, geralmente por uma inteligência artificial (IA) que, quase sempre, pode prever o seu comportamento melhor do que você mesmo.

    Vamos dizer que você está em busca de vôos para uma localização exótica. O site usado para essa pesquisa tem um rastreador do Google instalado nele, o que é algo bastante provável. Depois, mais tarde naquela semana, você começa a verificar anéis de noivado na joalheria local, usando o Google Maps para chegar encontrá-las. Durante a mesma semana, você também faz uma busca no YouTube, que é propriedade do Google, por “formas românticas de fazer um pedido de casamento”. 

    De repente, você começa a ver anúncios de artigos de decoração, docerias e serviços de buffet perto de você. Essas empresas pagaram o Google para direcionar seus anúncios a pessoas nessa área que, provavelmente, irão se casar em breve.

    Cookies podem rastrear suas atividades?

    Sozinhos, cookies não podem rastrear nada. Mas ao coletar dados de centenas ou milhares de cookies, as empresas donas deles ou que os tenham configurado podem ter uma ótima ideia do que vender aos usuários.

    Alguns cookies são necessários para que os sites funcionem corretamente. Mas empresas adoram dizer que elas usam cookies para entender melhor seus visitantes ou para implementar melhorias em seus sites, sem, obviamente, mencionar os cookies e o rastreamento de anúncios. Cookies e anúncios são como a dupla do policial bonzinho e do malvado tentando fazer com que você entregue as informações que eles querem.

    Mas qual é o propósito ou a função original dos cookies? Como isso mudou? Como os cookies trabalham para os anunciantes? 

    Enquanto você navega pela web, clica de site em site e insere informações aqui e ali, sites precisam se lembrar de quem você é e o que você faz: suas credenciais de acesso, idioma preferido, configurações, etc. Caso contrário, você apareceria como um novo visitante sempre que recarregasse uma página.

    É por causa dos cookies que você pode colocar um item no carrinho de compras de uma loja virtual e seguir para as seções de envio e pagamento sem que o site se esqueça do que você está comprando. Sites não podem simplesmente armazenar todas as informações de seus visitantes em seus servidores. Isso ocuparia muito espaço, aumentando vertiginosamente os custos da operação. 

    Assim, cookies servem como uma solução para esse problema. Ao armazenar as informações dos usuários em um cookie e enviá-las de volta ao navegador, um servidor permite que o navegador verifique o usuário a partir daquele ponto. Esses tipos de cookies são conhecidos como cookies primários. Quando empresas descobriram que é possível usar essa técnica para coletar dados do consumidor, elas criaram os cookies de terceiros, que é apenas um nome genérico para cookies de publicidade.

    Um navegador pode verificar um usuário com informações que um servidor envia a um cookie.Cookies ajudam os sites a identificar seus visitantes e a criar páginas ou experiências personalizadas.

    Cookies de terceiros salvam todos os tipos de informações, e não apenas dados funcionais. Um botão de “curtir” do Facebook em outro site, por exemplo, é um cookie de terceiro que pode informar o servidor do Facebook sobre a visita e as ações de uma determinada pessoa. Mais tarde, quando ela for a outro site que também tem um botão do Facebook, a plataforma de mídia social poderá coletar ainda mais informações para adicionar àquele perfil. 

    Você pode desativar cookies ou até deletá-los completamente, mas, geralmente, esse é apenas o primeiro passo. Mesmo que você se sinta bem depois de apertas o botão “limpar cookies”, tudo o que você fez antes disso ainda está salvo em um computador super poderoso instalado em alguma parte do planeta. Algumas empresas inovadoras descobriram que a melhor abordagem contra o rastreamento é a adição de dados falsos à equação para, assim, criar um perfil não tão claro.

    Além dos cookies, alguns sites podem detectar a impressão digital única de dispositivos com o uso de códigos que analisam hardwares, softwares e configurações com precisão. Com atributos digitais suficientes - seu sistema operacional, configurações de navegador, fuso horário, idioma, resolução da tela e profundidade de cor, capacidades de áudio e vídeo, entre outras coisas - as empresas podem identificar uma pessoa na multidão e executar o rastreamento de anúncios sem a necessidade de nenhum cookie.

    O software anti rastreamento da Avast disfarça sua impressão digital e insere dados falsos nos rastreadores para despistá-los. Além disso, ele limpa seus cookies automaticamente para que você fique sempre anônimo. Quer seja um empresa de análise aleatória ou um grande conglomerado tentando registrar seu comportamento, a proteção de navegador abrangente do Avast AntiTrack vai acabar com o rastreamento.

    O que os anunciantes fazem com meus dados?

    Publicitários coletam dados para que possam marcar os usuários quando outras empresas pagam para que eles façam isso. O Facebook e outros anunciantes oferecem um serviço chamado retargeting. Isso significa que eles rastreiam os produtos que as pessoas quase compraram, mas acabam deixando no carrinho de compras. O retargeting funciona quando, mais tarde, essas pessoas vêem um anúncio do mesmo produto ou de algo similar. 

    Seus dados podem estar conectados a sistemas de IA para melhorar modelos de análise para que possam ser utilizados para rastrear a publicação de anúncios com mais eficácia. Eles usam termos bacanas, como analytics, modelagem de propensão ou marketing preditivo, mas geralmente tudo isso é somente uma forma de tentar adivinhar como posicionar e vender um produto ou serviço de forma mais eficaz.

    Sites e desenvolvedores de aplicativos permitem a presença de rastreadores de anúncios, porque uma publicidade eficaz significa mais tráfego, dados de usuários e receita. E não são apenas grandes empresas que usam o rastreamento de anúncios. Todos os tipos de empresas coletam dados de usuários por diferentes motivos: data brokers, por exemplo, até compram e vendem isso. Aqui vai um exemplo de como o Google usa seus dados.

    O rastreamento de anúncios é ilegal?

    O rastreamento de anúncios está em uma área cinzenta em termos legais. Por muito tempo não houve nenhuma regulação referente ao rastreamento de anúncios, mas quando as pessoas começaram a perceber o que estava sendo feito com seus dados pessoais, elas começaram a ficar preocupadas. 

    O Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR) da União Europeia (UE) é uma tentativa de proteger cidadãos e consumidores. O GDPR exige o consentimento dos usuários antes que sites possam coletar informações pessoais, como nomes, datas de nascimento, endereços de e-mail, fotos, dados de localização, etc. A lei também obriga o consentimento para que as empresas possam registrar informações físicas, fisiológicas, genéticas, psicológicas, econômicas ou de identidade social. Você pode ter percebido o surgimento de mais pop-ups solicitando o seu consentimento para o uso de cookies de terceiros. Isso é efeito do GDPR na prática.

    O problema é que, além de irritantes, essas pop-ups atrapalham a navegação. Isso faz com que as pessoas não as leiam. Além disso, as empresas usam os chamados padrões escuros para dificultar a desativação desses cookies. Com o grande volume de dados processados, é difícil que agências reguladoras determinem quem está em conformidade com as exigências legais. Talvez você também tenha ouvido falar sobre “o direito ao esquecimento” na UE, que determina a exclusão de dados pessoais pelas empresas, caso isso seja solicitado por um usuário. Mas esse direito não é absoluto, e as empresas irão descobrir brechas onde puderem.

    Nos EUA, a Lei de Privacidade do Consumidor da Califórnia (CCPA), que entrou em vigor em janeiro de 2020, também permite que os usuários residentes naquele estado solicitem a exclusão de seus dados, além de obrigar as empresas a informarem seus clientes sobre violações de dados. A grande diferença entre o GDPR e a CCPA é que o primeiro somente determina o direito de recusa, não exigindo o consentimento antes que as empresas comecem a rastrear os usuários. Ao invés disso, o usuário precisa fazer uma solicitação específica ou encontrar uma forma de recusa, caso contrário seus dados podem ser coletados de forma padrão.

    É possível ver quem está fazendo o rastreamento online?

    Não é possível ver todas as empresas que podem rastrear seus dados. Algumas estimativas sugerem que mais de 75% de todos os sites estão rastreando seus usuários, sendo que cada um deles conta com muitas formas de rastreamento. O Google permite que você baixe seus dados. Recentemente, o Facebook também passou a permitir o mesmo. Infelizmente ainda não é possível ter acesso aos clientes que recebem essas informações para direcionar anúncios a você. 

    Uma das melhores estratégias contra cookies de rastreamento é a dissimulação. Juntamente com a limpeza de rastreadores de anúncios dos navegadores, um bom software anti rastreamento adiciona dados informações falsas ao seu navegador para que as empresas que tentam te rastrear não tenham informações precisas sobre você. 

    Algumas vezes é melhor usar as táticas do inimigo contra ele mesmo, e mascarar a própria identidade com informações falsas é uma das melhores formas de manter suas informações privadas a salvo. Juntamente com o disfarce da sua identidade real, o Avast AntiTrack limpa o rastro dos seus cookies e revela as empresas que tentam rastrear você.

    Como impedir o rastreamento de anúncios

    Caso esteja imaginando como acabar com o retargeting ou bloquear completamente o rastreamento, a melhor forma é usar uma ferramenta dedicada, quer seja um software anti rastreamento ou um navegador seguro desenvolvido especificamente para reforçar sua privacidade e segurança. 

    E mesmo que VPNs possam ajudar a ocultar sua localização, elas não enviam alertas sobre tentativas de rastreamento, não escondem a impressão digital do dispositivo e nem limpam cookies. Algumas pessoas acham que o modo incógnito impede que elas sejam espionadas, mas ele não vai tão longe assim. O uso da navegação privada, geralmente conhecida como modo incógnito, pode ajudar a bloquear anunciantes até certo ponto, mas ela somente limpa seus cookies no fim da navegação. A navegação privada não pode bloquear o rastreamento de endereços IP, a impressão digital do navegador ou qualquer outro método de rastreamento.

    Você pode adicionar uma extensão de bloqueador ao seu desktop, bloqueadores de anúncios para Android ou aplicativos que evitam o rastreamento de anúncios no iPhone para diminuir a exibição de anúncios irritantes, mas esses bloqueadores não impedem que anunciantes rastreiem você. O Avast Secure Browser é uma das melhores formas de combater o rastreamento, porque ele defende seus dados de diferentes formas.

    Proteja-se contra o rastreamento de anúncios da maneira fácil

    A melhor forma de evitar o rastreamento de anúncios é, em primeiro lugar, não ser detectado. Ao proteger sua identidade e seus hábitos de navegação em todas as frentes, o Avast Secure Browser é a sua primeira linha de defesa. Ele encontra e bloqueia cookies de rastreamento de forma automática. Além disso, ele também protege sua webcam, impede tentativas de invasões e criptografa sua conexão.

    O Avast Secure Browser permite que você bloqueie anúncios, rastreamento, cibercriminosos e muito mais.

    Na medida em que as técnicas usadas pelas empresas para vigiar, rastrear e coletar dados dos usuários se tornam mais sofisticadas e invasivas, você precisa de uma resposta à altura. Navegue com tranquilidade, sabendo que o Avast Secure Browser está protegendo você contra olhares curiosos.

    Bloqueie anúncios e impeça o rastreamento na web com o Avast Secure Browser para iOS

    INSTALAR GRÁTIS

    Bloqueie anúncios e impeça o rastreamento na web com o Avast Secure Browser para Android

    INSTALAR GRÁTIS
    Dicas de privacidade
    Privacidade
    Domenic Molinaro
    18-12-2020